Migre os recursos IaaS para o Azure Resource Manager até 1 de março de 2023

Data de publicação: 28 fevereiro, 2020

Como o Azure Resource Manager tem agora todas as capacidades de infraestrutura como um serviço (IaaS) da Gestão do Serviço do Azure e novos avanços, vamos descontinuar as VMs IaaS clássicas a 1 de março de 2023.

Se utilizar recursos IaaS do ASM, conclua a migração até 1 de março de 2023. Encorajamos a mudança o quanto antes para tirar partido destes melhoramentos de funcionalidades no Azure Resource Manager:

  • Permite implementar aplicações complexas através de modelos.
  • Inclui implementação dimensionável e paralela de máquinas virtuais em conjuntos de disponibilidade.
  • Fornece gestão do ciclo de vida de computação, rede e armazenamento de forma independente.
  • Permite segurança por predefinição com a aplicação de máquinas virtuais numa rede virtual.

De que forma isto me afeta?

A partir de hoje, os clientes que não estejam atualmente a utilizar VMs IaaS clássicas não podem criar novas VMs clássicas.

A partir de 1 de março de 2023, os clientes que estejam a utilizar VMs IaaS clássicas deixarão de poder iniciar quaisquer VMs IaaS clássicas com o ASM. Quaisquer VMs restantes que se encontrem num estado de execução ou parado/alocado passarão para o estado parado/desalocado.

Os seguintes serviços e funcionalidades do Azure NÃO serão afetados por esta descontinuação: Serviços Cloud, contas de armazenamento NÃO utilizadas por VMs clássicas e redes virtuais (VNets) NÃO utilizadas por VMs clássicas.

Que medidas devo tomar?

Para evitar a interrupção do serviço, migre os recursos IaaS das VMs IaaS clássicas para o Resource Manager até 1 de março de 2023. Recomendamos a migração antecipada para começar a utilizar os melhoramentos de funcionalidades no Resource Manager.

Saiba mais sobre a descontinuação de VMs IaaS clássicas.

  • Máquinas Virtuais
  • Retirements

Produtos Relacionados