Ignorar Navegação

Os alertas criados no portal do Operations Management Suite podem ser passados para o Azure

Publicado em 13 de abril de 2018

Os clientes que utilizarem o portal do Microsoft Operations Management Suite (portal do OMS) podem agora gerir alertas baseados em consultas de registos para o Azure Log Analytics no portal do OMS e no Portal do Azure. A partir de 14 de maio de 2018, a Microsoft estende automaticamente os alertas criados no portal do OMS para os alertas do Azure. A monitorização não vai ser afetada e não há período de inatividade.

Não precisa de alterar a sua definição, consulta ou configuração de alertas. A única alteração está no Azure, em que as ações como notificações por e-mail, chamadas de webhook, execução de um runbook de automatização ou ligar a uma ferramenta de ITSM são realizadas através de um grupo de ação.

Pode aceder aos benefícios ao utilizar os alertas do Azure e grupos de ação antes de 14 de maio de 2018. Para fazê-lo, estenda manualmente os seus alertas do portal do OMS para o Azure ao utilizar o assistente no portal do OMS ou uma API REST. 

Os alertas que criou no portal do OMS são automaticamente estendidos para o Azure a partir de 14 de maio de 2018. Depois desta atualização, os alertas continuam a ser listados no portal do OMS. Mas, para todas as ações de gestão, é levado de forma transparente para os alertas do Azure.

Se aceder aos alertas de forma programática ao utilizar a API REST de Alertas do Log Analytics, vai precisar de utilizar os grupos de ação em vez das ações nas suas chamadas de API, modelos do Azure Resource Manager e comandos do PowerShell.

A experiência de alertas do Azure tem um aspeto renovado e funcionalidades atualizadas. A nova experiência de alertas dá-lhe uma experiência de criação unificada para regras de métricas, atividades e alertas de registos. Pode gerir, enumerar e ver todos os seus tipos de alertas, não apenas os alertas do Log Analytics. Com os grupos de ação, pode ter mais que uma ação para cada alerta, incluindo SMS, chamadas de voz, runbook de automatização, webhook, conector de ITSM e mais.

Para mais informações, consulte Estender os alertas do portal do OMS para o Azure.

Related feedback