Nova ferramenta disponível para migrar de alertas de monitoramento clássicos

Postado em quinta-feira, 28 de março de 2019

Conforme comunicado anteriormente, os alertas clássicos e as APIs relacionadas para o Azure Monitor serão desativados em 30 de junho de 2019. Foi habilitada uma ferramenta na sua assinatura que você pode usar para migrar automaticamente suas regras de alerta clássico existentes para a nova plataforma. Se você não usar a ferramenta, a Microsoft acionará automaticamente a ferramenta para migrar suas regras de alerta clássico a partir de julho de 2019.

 

Novidades nos alertas do Azure Monitor

Agora você pode definir vários filtros e ter maior granularidade nas regras de alerta. E você pode criar regras de alerta em escala, criando uma regra única para abranger vários recursos. Além disso, você identifica padrões e alertas para anomalias por meio do Limite Dinâmico (versão prévia) na nova plataforma do Azure Monitor. Grupos de ações na nova plataforma oferecem uma variedade de opções não disponíveis em alertas clássicos, como o envio de mensagem SMS, a realização de uma chamada de voz, a execução de uma função do Azure e a inclusão de um tíquete na ferramenta ITSM.

 

Usando a ferramenta de migração de alerta clássico

Para saber mais sobre como usar a ferramenta de migração na seção Alertas do Azure Monitor no portal, leia as instruções passo a passo.

A migração de regras de alerta interromperá qualquer automação que você tenha empregado.

Para obter mais informações sobre a desativação, leia O alerta e monitoramento unificados no Azure Monitor substituem o alerta e monitoramento clássicos.

  • Azure Monitor
  • Alertas (Clássico)
  • Application Insights
  • Compliance
  • Management
  • Services
  • Retirements