Zonas de Disponibilidade do Azure

Elevada disponibilidade para as suas aplicações e dados críticos para a missão

Garanta a resiliência e a elevada disponibilidade com as Zonas de Disponibilidade do Azure

Tire partido da elevada disponibilidade com as Zonas de Disponibilidade do Azure como parte da sua estratégia abrangente de continuidade de negócio e recuperação após desastre com segurança incorporada e uma arquitetura flexível e de elevado desempenho.

Aumente a resiliência e a disponibilidade das aplicações apoiadas por um SLA de 99,99% de tempo de atividade para máquinas virtuais.

Ative a escalabilidade avançada para as aplicações que suportem o dimensionamento ativo-ativo multissite.

Cumpra as necessidades em termos de conformidade e regulamentação para aplicações críticas.

Melhore os objetivos de tempo de recuperação (Recovery Time Objectives, RTO) e os objetivos de ponto de recuperação (Recovery Point Objectives).

Proteja contra interrupções na infraestrutura

Elimine todos os pontos únicos de falha através de um design de rede regional que liga, pelo menos, três datacenters fisicamente distintos e estrategicamente localizados em cada região, tendo em consideração mais de 30 critérios de viabilidade e fatores de risco. Mantenha a replicação síncrona, resista a falhas nos datacenters e assegure que o impacto no cliente é mínimo ou nenhum com um perímetro de latência inferior a dois milissegundos entre as Zonas de Disponibilidade do Azure.

Assegure a elevada disponibilidade e a continuidade do negócio

Assegure a elevada disponibilidade e a continuidade do negócio

Obtenha elevada disponibilidade e continuidade do negócio em todas as regiões do Azure disponíveis sem comprometer a residência dos dados. Aceda aos seus dados mesmo em caso de falha do datacenter principal ao mesmo tempo que suporta as necessidades de elevada disponibilidade e de cópias de segurança. Utilize os serviços com redundância entre zonas para obter resiliência automaticamente.

Obtenha a escala e a elevada disponibilidade de que precisa

Obtenha a escala e a elevada disponibilidade de que precisa

Aumente a escala, garanta uma recuperação rápida e mantenha a integridade dos dados em todas as suas aplicações. Recupere facilmente de falhas no local e reduza, ao mesmo tempo, a complexidade da disponibilidade mediante a utilização de serviços com redundância entre zonas. Reduza os custos da recuperação de sites com a replicação automatizada de dados e ative o dimensionamento ativo-ativo com a replicação de dados de baixa latência.

Suporte em segurança as suas necessidades de solução

Obtenha suporte multizona para o design e a configuração da Zona de Disponibilidade com segurança incorporada. Selecione entre vários serviços do Azure, incluindo o armazenamento com redundância entre zonas (ZRS) para proporcionar resiliência holística em caso de falhas. Proteja as transferências de dados dentro das Zonas de Disponibilidade e entre as regiões do Azure.

Preços das Zonas de Disponibilidade do Azure

As Zonas de Disponibilidade do Azure estão disponíveis com a sua subscrição do Azure. No entanto, pode incorrer em encargos ao mudar entre regiões.

Perguntas mais frequentes

  • As Zonas de Disponibilidade do Azure são datacenters física e logicamente separados com fonte de alimentação, rede e refrigeração próprias. Ligados com uma rede de latência extremamente baixa, tornam-se um bloco de construção para o fornecimento de aplicações de elevada disponibilidade. As Zonas de Disponibilidade asseguram que, caso ocorra um evento que afete uma localização de um datacenter, por exemplo, se alguém cortar a fonte de alimentação, ou caso haja problemas com a refrigeração, os seus dados estão protegidos. Saiba mais.
  • As Zonas de Disponibilidade estarão disponíveis em todos os países nos quais o Azure opere uma região. Saiba mais sobre as geografias do Azure.
  • Garantimos que o impacto no cliente é mínimo ou zero com um perímetro de latência inferior a dois milissegundos entre as Zonas de Disponibilidade.
  • Sim. Os dados transmitidos dentro ou entre regiões são encriptados.
  • Como parte do nosso processo de design, utilizamos mais de 30 critérios de viabilidade e de risco para avaliar o posicionamento de cada Zona de Disponibilidade. Este processo identifica riscos individuais significativos, bem como riscos coletivos e comuns entre as Zonas de Disponibilidade.
  • Os serviços do Azure que suportam as Zonas de Disponibilidade recaem em três categorias: serviços zonais com redundância entre zonas e não regionais. As cargas de trabalho dos clientes podem ser categorizadas para utilizarem qualquer um destes cenários de arquitetura, de modo a satisfazer o desempenho e a durabilidade da aplicação.

    • Serviços zonais: é possível implementar um recurso numa Zona de Disponibilidade específica e selecionada automaticamente para obter requisitos de latência ou desempenho mais rigorosos. A resiliência é arquitetada automaticamente mediante a replicação das aplicações e dos dados para uma ou mais zonas dentro da região. Os recursos podem ser afixados a uma zona específica. Por exemplo, as máquinas virtuais, os discos geridos ou os endereços IP standard podem ser afixados a uma zona específica, o que proporciona mais resiliência, ao ter uma ou mais instâncias dos recursos espalhadas entre zonas.
    • Serviços com redundância entre zonas (ZRS): Com os serviços com redundância entre zonas, a replicação dos dados é feita automaticamente para proteger os recursos de pontos únicos de falha. O armazenamento com redundância entre zonas, por exemplo, replica os dados entre três zonas, para que uma falha numa zona não afete a elevada disponibilidade dos dados.
    • Serviços não regionais: Serviços que não dependem de uma região do Azure específica, o que os torna resilientes a interrupções ao nível de zonas completas, bem como a interrupções ao nível de região.

    Saiba mais sobre os serviços do Azure que suportam as Zonas de Disponibilidade.

  • Veja a lista completa de serviços do Azure que as Zonas de Disponibilidade suportam.
  • Se criar uma aplicação em serviços com redundância entre zonas, não tem de lidar com as complexidades de arquitetura da mesma. Só é preciso abordar a resiliência se a aplicação utilizar uma arquitetura zonal e com redundância entre zonas. O Azure Well-Architected Framework é um conjunto de filosofias de orientação que podem ser utilizadas para melhorar a qualidade de uma carga de trabalho e saber mais sobre a arquitetura das aplicações.

Saiba mais