Trace Id is missing
Avançar para o conteúdo principal

O que é migração para a nuvem?

Saiba mais sobre os diferentes tipos de migração, incluindo migrações de nuvem para nuvem e migrações de datacenters, e explore recursos de aprendizagem sobre um vasto leque de tópicos relacionados com a migração para a nuvem.

Definição de migração para a nuvem

A migração para a nuvem é o processo de mover aplicações e dados de uma localização, geralmente os servidores privados de uma empresa ("no local"), para servidores pertencentes a fornecedores de nuvem pública . Pode igualmente referir-se à migração entre nuvens diferentes. Os principais benefícios da migração para a nuvem incluem a redução dos custos de TI e o aumento do desempenho, mas também há vantagens de segurança, conveniência e muitas outras vantagens.

Continue a ler para saber mais sobre os principais tipos de migração, benefícios e desafios comuns, como mover aplicações e dados para uma nuvem e ainda os três principais modelos de serviço gerido: IaaS, SaaS e PaaS.

Tipos de migração para a nuvem

Dois fatores técnicos fundamentais da maior parte das migrações são:
 

1. o tipo de recurso (ou "carga de trabalho") que está a ser migrado e
 

2. a localização para a qual o recurso está a ser migrado.
 

Esta secção explica alguns dos cenários de migração mais comuns e fornece uma descrição geral dos diferentes processos de migração, melhores práticas e considerações para o negócio.

Migração de datacenters

A migração de datacenters é o processo de mover dados de servidores no local e mainframes (geralmente armazenados numa sala de servidores no escritório de uma organização) para os servidores de um fornecedor de serviços em nuvem, os quais, normalmente, se encontram em grandes edifícios de elevada segurança e com manutenção profissional.

As redes de alta capacidade são a forma mais comum de mover recursos de datacenter para a nuvem, mas quando uma rede deste género não está disponível, continua a ser possível migrar os recursos. Para isso, em primeiro lugar, é preciso movê-los para discos de alta capacidade e "data boxes" e, em seguida, enviá-los para o fornecedor de serviços em nuvem e carregá-los para os respetivos servidores.

Migração para a nuvem híbrida

Muitas organizações optam por deixar alguns dos seus recursos no respetivo datacenter no local e mover apenas uma parte destes para a nuvem, estabelecendo assim uma "nuvem híbrida." Os benefícios da nuvem híbrida incluem a maximização do valor dos equipamentos existentes do datacenter no local, além de que permitem que as organizações em determinados setores cumpram os requisitos de conformidade do setor e os estipulados pela administração pública.

As nuvens híbridas também são úteis para a cópia de segurança de nuvem para nuvem, em que os dados no local são guardados em cópia de segurança numa nuvem pública como solução de recuperação após desastre na eventualidade de o datacenter no local ficar inoperável, como pode acontecer em situações de incêndio, inundação ou crime. (Neste caso, "nuvem para nuvem" refere-se aos datacenters no local, por vezes também designados de "nuvens privadas.")

Migração de nuvem para nuvem

Agora que a informática em nuvem é algo comum, várias organizações estão a utilizar múltiplas nuvens (geralmente devido a fusões e aquisições) e, por vezes, optam por mover recursos entre as suas nuvens públicas através da migração de nuvem para nuvem. Este tipo de migração também é útil quando uma organização pretende tirar partido dos produtos, serviços e preços de diferentes plataformas na nuvem.

Embora a gestão de recursos entre várias nuvens possa parecer difícil, é possível geri-los com facilidade a partir de um único local através de uma ferramenta de gestão central.

Migração de aplicações, bases de dados e mainframe

LinuxSAPSQL ServerWindows Server são algumas das cargas de trabalho migradas com maior frequência. No que respeita à  migração de mainframe, duas das mais utilizadas são a IBM e Unisys.

Os benefícios típicos da migração para a nuvem destas cargas de trabalho incluem custos mais baixos, desempenho mais rápido e fiável, acesso a ferramentas de programação e APIs baseadas na nuvem, segurança mais robusta e a possibilidade de aumentar ou diminuir a capacidade sem necessidade de comprar, instalar e preservar novos equipamentos.

Embora, muitas vezes, seja possível migrar estas cargas de trabalho sem lhes fazer qualquer alteração (um processo conhecido por migração "lift and shift"), pode obter benefícios ao atualizá-las (ou "refatorizá-las") para melhorar o desempenho e fiabilidade na nuvem.

Consulte a secção de recursos para obter informações sobre como migrar cargas de trabalho diferentes.

Modelos de serviço gerido

Ao aprofundar a sua pesquisa sobre migração para a nuvem, é bastante provável que encontre os termos IaaS, PaaS e SaaS. Estes termos referem-se a diferentes níveis de serviços geridos que estão disponíveis por intermédio de vários fornecedores de tecnologia e de serviços em nuvem.

Different levels of managed services

OIaaS  (infraestrutura como um serviço) permite-lhe aumentar e reduzir verticalmente rapidamente conforme as mudanças na procura, e apenas tem de pagar aquilo que utilizar. Ajuda a evitar os custos e a complexidade da aquisição e gestão dos seus próprios servidores físicos e de outras infraestruturas de datacenters.

OPaaS (plataforma como serviço) inclui os mesmos benefícios do IaaS, mas fornece igualmente ferramentas de programação geridas, bases de dados, análise de negócios e sistemas operativos. É ideal para reduzir os custos de desenvolvimento e acelerar o tempo de desenvolvimento.

O SaaS (software como serviço) inclui o IaaS e PaaS, mas também inclui a conveniência adicional do alojamento de aplicações, o que permite aos utilizadores ligarem-se e utilizarem aplicações baseadas na nuvem (como o e-mail e aplicações do Office) pela Internet.

Fases de migração para a nuvem

Existem diferentes processos técnicos e melhores práticas que permitem migrar diferentes cargas de trabalho e criar diferentes configurações de nuvem, mas todas as migrações para a nuvem seguem as mesmas seis fases básicas:

Definição de estratégia

Defina a justificação comercial da migração e os resultados esperados.

Planeamento

Alinhe o plano de migração para a nuvem com os resultados comerciais pretendidos.

Preparação

Prepare os ambientes no local e na nuvem para a migração.

Migração

Mova as cargas de trabalho para o ambiente na nuvem.

Governação

Crie referências e implemente melhores práticas de segurança e gestão de custos para o ambiente na nuvem e para as cargas de trabalho.

Gestão

Utilize metodologias comprovadas para gestão contínua da solução em nuvem.

Benefícios e desafios da migração para a nuvem

Alguns dos benefícios mais comuns da migração para a nuvem são:

Custos otimizados

Para além de poder otimizar cargas de trabalho para o melhor preço, também poderá poupar significativamente em equipamento, manutenção e custos imobiliários.

Flexibilidade e escalabilidade

Obtenha precisamente os recursos de computação de que precisa. Não terá de pagar pelo equipamento que não utilizar. Além disso, devido à presença global de algumas plataformas na nuvem, pode executar cargas de trabalho mais perto de onde os seus clientes se encontram, para garantir um melhor desempenho.

Segurança avançada

As nuvens públicas facilitam a tarefa de proteger os seus dados e aplicações, na medida em que fornecem segurança incorporada ao nível da plataforma, bem como uma variedade de ferramentas de segurança especializadas. Em muitos casos, a aplicação de patches de segurança é feita automaticamente pelo fornecedor de serviços em nuvem.

Conformidade

Para os setores sujeitos a uma alta regulamentação, como finanças, cuidados de saúde e administração pública, algumas plataformas na nuvem têm ofertas especializadas para cumprir os requisitos de conformidade com mais facilidade.

Cópia de segurança, recuperação e ativação pós-falha

A maioria dos fornecedores de serviços em nuvem oferece capacidades de recuperação de cópia de segurança incorporadas e com um clique, incluindo a capacidade de armazenar cópias de segurança em diferentes regiões geográficas.

Gestão e monitorização simplificadas

Se o fornecedor de serviços em nuvem oferecer uma ferramenta de gestão central, será fácil gerir e monitorizar os recursos de datacenter e de nuvem num único ecrã.

Alguns dos desafios à migração mais comuns são:

Planeamento

Mover cargas de trabalho individuais pode ser simples, mas preparar uma migração de grande escala obriga a um planeamento exaustivo transversal a toda a organização.

Custo

A transição para a nuvem pode dar-lhe retornos de investimento tanto de curto como de longo prazo, mas é importante considerar os custos associados ao planeamento e implementação de uma migração.

Segurança e conformidade

Os fornecedores de serviços em nuvem disponibilizam uma diversidade de ofertas de segurança e conformidade. No entanto, os clientes são responsáveis por implementar as soluções certas para satisfazer as suas necessidades.

Tempo de inatividade dos negócios

Mesmo quantidades enormes de dados podem ser movidas para a nuvem muito rapidamente, mas isto requer um planeamento cuidadoso de forma a minimizar o período de inatividade durante a movimentação.

Adoção e formação organizacional

Os profissionais de TI e os programadores verão que a maioria das suas competências atuais se aplicam à nuvem, mas continua a ser necessário investir na preparação de algumas competências.

Seleção do parceiro ou fornecedor de migração

Os parceiros são de um valor incalculável para as organizações que não têm a experiência ou a capacidade internas que permitam planear e implementar a migração. Contudo, escolher o parceiro adequado requer uma reflexão cuidadosa.

Perguntas mais frequentes

  • Saiba como implementar uma cópia de segurança económica, de elevada segurança e fácil de gerir para todos os seus recursos no local e na nuvem com o  Azure Backup.

  • Para a maioria das organizações, a resposta depende do tamanho e complexidade do respetivo projeto de migração, bem como das capacidades de TI internas. O Azure oferece uma variedade de recursos, ferramentas, formação e orientação tanto para migrações internas como para migrações auxiliadas por parceiros:

    • Se não tiver a certeza de onde deve começar, recomendamos que adira ao  Programa de Migração do Azure gratuito para obter recomendações personalizadas, uma consulta telefónica com um especialista do Azure, recursos organizados e recomendações de parceiros.
    • Se pretende implementar a sua migração (ou partes desta) por conta própria, consulte a página de recursos de migração para a nuvem do Azure, onde poderá encontrar vídeos, webinars, guias de cenário e recursos de aprendizagem sobre a migração, para os cenários e cargas de trabalho mais frequentes.
  • Durante uma migração para a nuvem, é provável que os profissionais de TI precisem de desenvolver novas competências para garantir uma migração bem-sucedida. Dito isto, estas competências podem ser adquiridas de forma rápida e fácil com os recursos de preparação certos. O Azure oferece várias formações, cursos, módulos e certificados para lhe dar as competências e confiança para ajudar a sua organização a implementar a tecnologia de nuvem mais agilmente. Saiba mais.

  • Recursos de migração do Azure

Programa de Migração e Modernização do Azure

Obtenha recursos organizados e ajuda especializada para todas as fases do seu percurso para a nuvem.

Eventos e webinars do Azure

Aprenda competências novas, descubra novas tecnologias e ligue-se à sua comunidade. Participe digital ou presencialmente.

Azure Migrate

Descubra, avalie, dimensione corretamente e migre as suas VMs no local para o Azure.

Migração de aplicações

Crie e implemente aplicações Web fundamentais para a atividade, rapidamente e em escala.

Migração do Windows Server

Migre cargas de trabalho do Windows Server através das ferramentas que já conhece.

Migração do SQL Server

Migre bases de dados do SQL Server para o Azure com poucas ou nenhumas alterações ao código.

Migração do Linux

Migre cargas de trabalho do Linux para o Azure com ferramentas comprovadas.

Migração de mainframe

Mova aplicações de mainframe e de midrange para a nuvem.

Azure Backup

Simplifique a proteção de dados com a cópia de segurança de nuvem para nuvem com um só clique.

Azure Arc

Expanda a gestão e os serviços do Azure para qualquer infraestrutura.

Azure Data Box

Obtenha aplicações e soluções para a transferência de dados para o Azure e computação edge.

Microsoft Cost Management

Faça a gestão dos gastos com a nuvem com mais confiança.

SQL do Azure

Execute o SQL sempre atualizado na nuvem com opções flexíveis para a migração de aplicações.

Benefício Híbrido do Azure

Migre cargas de trabalho de forma rentável para a melhor cloud para o Windows e SQL Server.

Obtenha recursos organizados e ajuda especializada para cada fase da sua migração através do Programa de Migração do Azure

Migre para a plataforma na nuvem do Azure e desfrute de 12 meses de serviços gratuitos