Ignorar Navegação

O que é a modernização de aplicações?

É o processo de atualizar os dados e aplicações atuais para um modelo de prioridade da cloud para alinhar com as necessidades do negócio. Isto pode envolver migrar para a cloud.

O que significa modernização?

A modernização é o ato de atualizar processos organizacionais, sistemas e ferramentas para as versões ou melhores práticas mais recentes. No contexto da computação na cloud, a modernização é o processo de transição das aplicações, dos processos e da gestão de dados de uma organização para uma abordagem de prioridade da cloud. O objetivo é melhorar o desempenho organizacional e tecnológico, melhorar a qualidade das experiências dos clientes e colaboradores e acelerar o tempo de comercialização de novas ofertas e atualizações.

O que é a modernização de aplicações?

A modernização de aplicações é o processo de atualizar as aplicações existentes de uma organização para um modelo que dá prioridade à cloud – por vezes denominado modernização legada. Se uma organização utilizar aplicações no local, a modernização pode envolver a migração dessas aplicações para uma cloud pública, privada ou híbrida. As aplicações e os dados normalmente modernizados incluem:

  • Aplicações .NET
  • Aplicações Web do Linux
  • Aplicações Java
  • Aplicações SAP
  • Bases de dados SQL

Os sistemas e programas de software atuais de uma organização podem ter sido ótimos quando foram implementados pela primeira vez, mas podem não conseguir acompanhar a tecnologia mais recente (ou futura). Uma abordagem para enfrentar este desafio é começar de novo a partir da computação ou compra de novas aplicações compatíveis com a pilha de tecnologia mais recente disponível. (Embora a pilha mais recente evolua sempre, alguns dos fatores mais recentes da modernização incluem novas melhores práticas de segurança, requisitos de escalabilidade e avanços em IA, virtualização, IoT, contentores.) No entanto, esta abordagem pode ser cara e demorada. E o desafio persistirá: até mesmo a aplicação mais recente pode ser superada pelo seu ecossistema tecnológico.

Em vez de começar do zero ao criar aplicações completamente novas, as organizações podem modernizar as aplicações que já têm. Também é importante ter em atenção que, muitas vezes, é possível e mais prático abordar a modernização de aplicações por fases. Por exemplo, muitas organizações começam simplesmente por mover as suas aplicações dos datacenters no local para a cloud numa migração "lift-and-shift", permitindo-lhes tirar partido imediato das vantagens mais básicas da computação na cloud. A partir daí, podem avançar para técnicas de modernização mais avançadas, como reconstruir todas ou algumas das partes das respetivas aplicações para adotar capacidades mais novas ou melhores práticas.

Quais são os benefícios da modernização de aplicações?

Inovação e tempo de comercialização. Quando as organizações não têm de dedicar tanto tempo e recursos à manutenção de aplicações e infraestruturas, podem passar mais tempo a inovar. As ferramentas e os serviços baseados na cloud ajudam ainda mais a simplificar o processo de desenvolvimento, resultando num tempo de comercialização mais rápido.

Segurança e fiabilidade. Com uma abordagem de prioridade da cloud, as organizações podem utilizar capacidades de atualização e segurança incorporadas para ajudar a salvaguardar as suas cargas de trabalho. Outras funcionalidades incorporadas podem incluir automatização de tarefas para coisas importantes como elevada disponibilidade, recuperação após desastre, cópias de segurança e monitorização de desempenho.

Compatibilidade e agilidade. A vantagem de modernizar as aplicações não passa apenas por conseguir trabalhar com as tecnologias mais atuais e continuar a funcionar mesmo à medida que a tecnologia evolui. Esta integração permite atualizações rápidas e alterações para dar resposta às necessidades empresariais atuais e futuras. Também pode permitir o dimensionamento automático para que as aplicações continuem a funcionar bem quando há aumentos repentinos na procura e para reduzir instantaneamente os custos quando existir diminuição repentina na procura.

Eficiência. Quando o processo é realizado com atenção, pode ser mais fácil modernizar as aplicações existentes do que criar novas do zero. Dessa forma, as organizações podem criar investimentos existentes em vez de investirem tempo e dinheiro em algo novo. A modernização de aplicações também ajuda a manter muitos processos atuais e a manter a continuidade do negócio em comparação com ligar aplicações completamente novas a operações existentes.

Passos e estratégias de modernização de aplicações

Pilares de modernização

Os passos e estratégias para uma modernização de aplicações bem sucedida devem funcionar no sentido de suportar uma estrutura de objetivos organizacionais. Por exemplo, o Azure Well-Architected Framework tem cinco pilares arquitetónicos direcionados para objetivos organizacionais – também podem ser utilizados para modernização de aplicações:

  • Fiabilidade: a capacidade de um sistema recuperar de falhas e continuar a funcionar.
  • Segurança: proteger aplicações e dados contra ameaças.
  • Otimização de custos: gerir os custos para maximizar o valor entregue.
  • Excelência operacional: processos de operações que mantêm um sistema em funcionamento na produção.
  • Eficiência do desempenho: a capacidade de adaptação de um sistema às mudanças na carga.

Passos de modernização de aplicações

O processo de modernização das aplicações de uma organização pode ser amplamente definido por três passos.

  1. Planeamento. Este primeiro passo requer que as organizações pensem cuidadosamente sobre os seus objetivos de modernização de aplicações e definam a sua estratégia antes de qualquer ação ser tomada. Este é o momento de descobrir e avaliar as aplicações e ambientes existentes em preparação para a mudança.
  2. Implementação. Durante este passo, as organizações criarão novas competências e começarão a modernizar as suas aplicações iterativamente. Uma abordagem de modernização iterativa dá às organizações a flexibilidade de alterar o âmbito ou a estratégia do projeto, conforme necessário.
  3. Operações. A modernização de aplicações é um processo constante. Assim que as organizações mudam para uma abordagem de prioridade da cloud, podem utilizar ferramentas e serviços de plataforma na cloud para ajudar a proteger, gerir e otimizar as suas aplicações.

Estratégias de modernização de aplicações

Estas estratégias distinguem-se pelos objetivos de modernização de uma organização e pela necessidade de alterações de código nas próprias aplicações. Uma estratégia de modernização de aplicações é definida durante o passo de planeamento e colocada em vigor durante o passo de implementação.

Realojamento. Por vezes denominada "lift-and-shift", esta estratégia de modernização enfatiza a velocidade porque não requer praticamente nenhuma alteração de código. As organizações tiram aplicações do seu ambiente anterior e fazem a sua transição para o seu ambiente atual.

Mudança de plataforma. Esta abordagem situa-se entre o realojamento e a refatorização. Com a mudança de plataforma, as organizações fazem alterações de código para que as aplicações possam ser usadas com tecnologias de cloud.

Refatorização (ou recriação de pacotes) . A refatorização prioriza a produtividade e a velocidade. Com esta estratégia, as aplicações precisam apenas de alterações mínimas de código para que possam conectar-se facilmente e aproveitar ao máximo um ambiente de prioridade da cloud.

Rearquitetura. Se uma organização precisar de escalabilidade da cloud, a rearquitetura poderá ser a abordagem certa. Com a rearquitetura, a funcionalidade e o código das aplicações são modificados e expandidos para melhor escalabilidade na cloud.

Reconstruir (ou regeneração). Para recriar uma aplicação com soluções na cloud, a reconstrução é por vezes a opção certa. É mais pesada, mas pode ser essencial se as aplicações existentes tiverem funcionalidades limitadas ou tempo de vida útil.

Substituição. Se uma aplicação não cumprir as necessidades empresariais atuais ou futuras, mesmo após a reconstrução, poderá ser necessário substituí-la por uma solução pronta. Esta abordagem pode ser mais rápida do que reconstruir e libertar recursos de desenvolvimento valiosos. Contudo, a substituição de aplicações pode representar desafios, incluindo interrupções nos processos empresariais e limitações a iniciativas de modernização futuras.

Modernização do processo de desenvolvimento de aplicações

Além de modernizar as próprias aplicações, um elemento fundamental da estratégia de longo prazo de qualquer organização deve ser modernizar a sua abordagem ao desenvolvimento de aplicações, também conhecida como Velocidade dos Programadores. Isto inclui modernizar as ferramentas e os processos das equipas de programadores para maximizar a sua produtividade, colaboração e qualidade de trabalho. Existem ferramentas, estudos de analistas e outros recursos para ajudar as organizações a avaliar e melhorar a Velocidade dos Programadores.

Ferramentas e serviços

As organizações que procuram modernizar as suas aplicações têm várias formas de o fazer. As tecnologias que suportam as organizações na otimização dos seus recursos de TI incluem:

Computação na cloud

Os serviços cloud baseados na Internet podem aumentar o desempenho, a eficiência e o dimensionamento das aplicações.

Contentores

Estes pacotes de software agrupam código de aplicações, o que permite uma implementação totalmente integrada em vários ambientes.

Microsserviços

Esta abordagem de arquitetura torna o desenvolvimento de aplicações mais ágil ao permitir que cada função principal – também conhecida como um serviço – seja criada de forma independente.

Automatização

Os serviços de terceiros que executam automaticamente tarefas comuns podem ajudar a otimizar a implementação, gestão e diagnóstico de aplicações.

IA e aprendizagem automática

Os serviços e soluções inteligentes ajudam as empresas a minerar informações mais detalhadas a partir das suas aplicações e dos seus dados.

Serviços de modernização de aplicações

Os serviços totalmente geridos podem ajudar as empresas a acelerar o desenvolvimento de aplicações, melhorar as experiências dos clientes e colaboradores e aumentar a segurança e fiabilidade das aplicações.

Azure Cosmos DB

Modernize aplicações dimensionáveis e de elevado desempenho com um serviço de base de dados NoSQL totalmente gerido

Azure Monitor

Obter observabilidade completa na sua aplicação, infraestrutura e rede

Azure Virtual Desktop

Permita uma experiência de ambiente de trabalho remoto segura a partir de praticamente qualquer lugar

Gestão de API do Azure

Mova-se mais rapidamente com a gestão unificada de API em ambientes híbridos e multicloud

Azure DevOps

Planeie de forma mais inteligente, colabore melhor e envie mais depressa com um conjunto de serviços modernos de programação

Azure Spring Apps

Crie e implemente aplicações Spring Boot com um serviço totalmente gerido da Microsoft e do VMware

Azure VMware Solution

Mova ou expanda os seus ambientes de VMware no local para o Azure

Serviço de Aplicações do Azure

Crie rápida e facilmente aplicações Web e móveis preparadas para empresas para qualquer plataforma ou dispositivo

Azure Kubernetes Services (AKS)

Crie e dimensione com o Kubernetes gerido

Base de Dados SQL do Azure

Crie aplicações dimensionáveis com SQL gerido e inteligente na cloud

Firewall de Aplicações Web do Azure

Ajude a proteger aplicações com um serviço de firewall de aplicações Web nativo de cloud avançado

Azure Arc

Proteja, desenvolva e opere infraestruturas, aplicações e serviços do Azure em qualquer lugar

Azure Machine Learning

Crie modelos de machine learning críticos para o negócio em escala

Instância Gerida do SQL do Azure

Modernize as aplicações existentes em escala com ferramentas, competências e recursos familiares

Personalizador

Proporcionar experiências personalizadas e relevantes para os clientes

Ferramentas de modernização de aplicações

Modernizar sistemas de TI existentes pode parecer assustador no início. No entanto, as organizações que pretendem atualizar os seus investimentos em tecnologia não têm de o fazer sozinhas. Os fornecedores de cloud oferecem muitas ferramentas de avaliação, metodologias e programas concebidos para ajudar as empresas a atualizarem os seus sistemas.

Por exemplo, o Microsoft Azure oferece os seguintes recursos para ajudar as empresas a começar a modernizar-se ao seu próprio ritmo:

eBook: Cloud Migration and Modernization with Microsoft Azure (Migração para a Cloud e Modernização com o Microsoft Azure)

uma descrição geral das informações de migração e modernização, estratégias e sugestões para começar.

Azure Migrate

um conjunto de ferramentas de migração Azure para quase qualquer cenário de modernização.

Programa de Migração e Modernização do Azure

ajuda especializada, formação técnica e recursos que as empresas podem usar para criar com confiança o seu ambiente na cloud.

Framework de Adoção da Microsoft Cloud para o Azure

uma coleção comprovada de documentação, orientações, melhores práticas e ferramentas concebidas para acelerar a adoção da cloud.

Ferramentas de migração do Serviço de Aplicações do Azure

ferramentas gratuitas e intuitivas para ajudar as empresas a avaliar rapidamente as suas aplicações Web e a migrar para o Azure.

Documentação: migração e contentorização de aplicações ASP.NET para o Serviço de Aplicações do Azure

orientações passo a passo sobre a contentorização e a movimentação de aplicações ASP.NET para o Azure com a ferramenta de Contentorização de Aplicações do Azure Migrate.

Ferramenta de Avaliação e Preparação de Migração Estratégica (SMART)

uma ferramenta de avaliação que ajuda as empresas a avaliar o quão prontas estão para migrar as suas aplicações para o Azure.

Ferramenta de Preparação para Modernização de Aplicações e Dados

uma ferramenta de avaliação que ajuda as empresas a avaliar as suas estratégias de negócio para modernizar as suas aplicações e os seus dados.

FAQ

  • Através da modernização de aplicações, as organizações transitam as suas aplicações para um modelo de prioridade da cloud. Isto pode envolver migração se estiverem a utilizar aplicações no local.

    Saiba mais

  • "Modernização legada" é outra forma de dizer "modernização de aplicações". No entanto, tanto as aplicações mais antigas como as mais recentes podem ser modernizadas com tecnologia de cloud para obter mais agilidade, estabilidade e inovação.

    Saiba mais

  • A modernização de aplicações oferece uma variedade de benefícios tanto para as próprias aplicações como para a organização que as moderniza. Os principais benefícios podem incluir uma maior eficiência, compatibilidade com a tecnologia na cloud, melhor segurança, maior disponibilidade e serem disponibilizadas no mercado mais rapidamente.

    Saiba mais

  • Existem três passos alargados para modernização de aplicações: planeamento, implementação e operações. O planeamento inclui definir uma estratégia de modernização. A implementação envolve a criação de competências e a modernização de aplicações. As operações abrangem governação, gestão e otimização contínuas.

    Saiba mais

  • As estratégias de modernização de aplicação devem ser concebidas para suportar os objetivos de modernização de uma organização. O Azure Well-Architected Framework estabelece cinco pilares que funcionam em direção a esses objetivos: fiabilidade, segurança, otimização de custos, excelência operacional e eficiência de desempenho.

    Existem quatro estratégias de modernização abrangentes, cada uma destacada pelo nível de alterações de código que uma organização quer fazer às suas aplicações. Realojar move a aplicação como está de um ambiente mais antigo para um mais novo. Mudar de plataforma implica algumas alterações de código para ligar aplicações à cloud. Da mesma forma, a refatorização também exige algumas alterações de código para que as aplicações tirem o máximo partido de um ambiente que dá prioridade à cloud. A rearquitetura implica modificações significativas às aplicações para escalabilidade da cloud. A recriação requer a recriação de aplicações com soluções nativas da cloud. A substituição substitui as aplicações de uma organização por uma completamente diferente para atender às necessidades empresariais atuais.

    Saiba mais

  • Existe uma grande variedade de ferramentas e serviços de modernização de aplicações disponível, dependendo das necessidades de uma organização. Por exemplo, se uma organização quiser otimizar os custos, operar com confiança e enviar funcionalidades mais rapidamente ao trazer aplicações e dados para a cloud, um serviço totalmente gerido como o Azure App Service pode ser adequado.

    Saiba mais

Como podemos ajudá-lo?