O Azure Container Service vai ser descontinuado a 31 de janeiro de 2020

Data de publicação: 05 dezembro, 2018

Em 2017, apresentámos o Azure Kubernetes Service (AKS) para simplificar a gestão, implementação e as operações do Kubernetes. Uma vez que substitui totalmente as funções do Azure Container Service (ACS) para o Kubernetes, o ACS vai ser descontinuado como um serviço autónomo a 31 de janeiro de 2020.

Se utilizar o orquestrador do Kubernetes, migre para o AKS até 31 de janeiro de 2020. Recomendamos que faça a alteração em breve para tirar partido destes melhoramentos de funcionalidades:

·     Implementação simplificada dos clusters do Kubernetes geridos no Azure.

·     Kubernetes com complexidade e sobrecarga de gestão operacional reduzidas.

·     Funções críticas como a monitorização do estado de funcionamento e a manutenção executadas pelo AKS.

Se está a utilizar o ACS com o Docker ou DC/OS, migre para um modelo de solução como recomendado abaixo.

Como isto o afeta

A partir de 31 de janeiro de 2020, todas as APIs do ACS serão bloqueadas. Além disso, deixa de ser possível criar novos clusters, atualizar ou dimensionar os clusters existentes através do portal, da CLI do Azure ou dos modelos do Resource Manager. No entanto, ainda vai poder listar e eliminar os clusters existentes ao utilizar estas ferramentas de cliente. Apesar de os clusters existentes e as aplicações a ser executadas nos mesmos continuarem a funcionar, a partir de 31 de janeiro de 2020, o suporte técnico deixará de estar disponível, bem como as melhorias de funcionalidades.

O projeto acs-engine utilizado para criar clusters do orquestrador de contentor não geridos também foi preterido e não volta a ter um desenvolvimento ativo. Em vez disso, migrámos a parte do Kubernetes desse projeto para um novo repositório, aks-engine e vamos continuar com o trabalho de open source ao apoiar o Kubernetes no Azure. Como no ACS, os clusters existentes implementados através do acs-engine devem continuar a ser executados e o aks-engine vai oferecer retrocompatibilidade para dimensionar e atualizar as operações. Para novos clusters, recomendamos que passe a utilizar o aks-engine.

Ação recomendada

Migre do ACS para uma das seguintes opções até de 31 de janeiro de 2020:

Se está a utilizar o ACS com o Kubernetes, migre para o Azure Kubernetes Service ou para o projeto aks-engine em open source.

Se está a utilizar o ACS com o Docker, passe a utilizar o Docker Enterprise Edition Básico ou Standard/Avançado para o modelo de solução do Azure.

Se está a utilizar o ACS com o DC/OS, passe a utilizar o modelo de solução Mesosphere DC/OS Enterprise ou Mesosphere DC/OS Open Source.

Ainda tem dúvidas? Contacte-nos.

  • Azure Container Service
  • Azure Kubernetes Service (AKS)
  • Retirements