Ignorar navegação

O que é uma VPN?

Como as VPNs funcionam e por que você deve usar uma

O que é um serviço VPN?

Uma VPN, que significa rede virtual privada, estabelece uma conexão digital entre seu computador e um servidor remoto de propriedade de um provedor de VPN, criando um túnel ponto a ponto que criptografa seus dados pessoais, mascara seu endereço IP e permite contornar bloqueios de sites e firewalls na Internet. Isso garante que suas experiências online sejam privadas, protegidas e mais seguras.

Por definição, uma conexão VPN é:

  • Virtual porque nenhum cabo físico está envolvido no processo de conexão.
  • Privado porque, por meio dessa conexão, ninguém mais pode ver seus dados ou atividade de navegação.
  • Em rede porque vários dispositivos (seu computar e o servidor VPN) trabalham juntos para manter um link estabelecido.

Agora que você sabe o significado por trás da VPN, bem como o que VPN significa, vamos explorar os muitos benefícios de uma VPN e por que pode ser vantajoso usar uma.

Por que devo usar um serviço VPN?

Para qualquer pessoa que busca uma experiência online mais segura, protegida e livre, os benefícios de usar uma VPN são inúmeros. Uma VPN protege seus usuários criptografando seus dados e mascarando o endereço IP, deixando seu histórico de navegação e localização irrastreáveis. Esse maior anonimato permite maior privacidade, bem como mais liberdade para aqueles que desejam acessar conteúdos bloqueados ou vinculado à uma região.

Aqui estão alguns motivos comuns pelos quais você pode usar uma VPN:

Proteja os seus dados

Dados confidenciais, como emails de trabalho, informações de pagamento e marcação de localização, estão constantemente sendo transmitidos online. Essas informações são rastreáveis e fáceis de explorar, especialmente em uma rede pública, em que qualquer pessoa que tenha acesso à rede pode acessar seus dados pessoais. Uma conexão VPN embaralha seus dados em código e os torna ilegíveis para qualquer pessoa sem uma chave de criptografia. Ele oculta sua atividade de navegação para que ninguém mais possa vê-la.

Trabalhar de casa

Hoje, o trabalho remoto está mais difundido do que nunca. Com uma VPN, os trabalhadores remotos podem acessar os recursos da empresa por meio de uma conexão privada em qualquer lugar, desde que possam ficar online. Isso proporciona aos funcionários uma maior flexibilidade, além de garantir os dados da empresa permaneçam protegidos e seguros, mesmo em uma rede Wi-Fi pública.

Acessar ou transmitir conteúdo regional de qualquer lugar

Alguns sites e serviços restringem o conteúdo de mídia com base na localização geográfica, o que significa que você pode não ter acesso a determinados tipos de conteúdo. Uma VPN disfarça, ou falsifica, a localização do servidor local para que apareça estar em outro lugar, como em outro país/região, por exemplo.

Ignorar a censura e a vigilância

Algumas regiões podem não ter acesso a determinados sites ou serviços devido a restrições governamentais, censura ou vigilância. A falsificação de localização oferece a esses usuários a capacidade de contornar firewalls, exibir sites bloqueados e transitar livremente online.

Impedir o rastreamento de terceiros e de ISP

Os provedores de serviços de Internet (ISPs) registram em log e rastreiam o seu histórico de navegação por meio do endereço IP exclusivo do dispositivo. Essas informações podem potencialmente ser vendidas para anunciantes de terceiros, fornecidas ao governo ou deixadas vulneráveis diante de um comprometimento de segurança. Ao rotear para um servidor VPN remoto em vez dos servidores do seu ISP, uma VPN mascara seu endereço IP, impede o rastreamento do ISP e mantém seus dados pessoais privados.

Tipos de conexões VPN

Hoje, você encontrará uma grande variedade de VPNs para computadores e dispositivos móveis, premium e gratuitas, disponíveis para uso profissional e pessoal. Aqui estão alguns dos tipos mais comuns:

Nome Tipo Método de conexão Caso de uso
VPN de acesso remoto (também conhecida como VPN de cliente a site) Início Conectar-se a uma rede privada ou servidor de terceiros via SSL/TSL Para trabalhadores remotos que precisam de acesso a arquivos e recursos da empresa por meio de uma conexão privada ou para usuários que desejam navegar na Internet pública por meio de uma conexão criptografada
VPN site a site Privada A rede se conecta a outra rede via LAN, WAN Para grandes organizações que precisam vincular suas redes internas em vários sites em locais diferentes, mantendo uma conexão segura
Aplicativos VPN Dispositivos móveis Conectar-se a uma rede privada via aplicativo VPN em dispositivos móveis ou smartphones Para usuários de dispositivos móveis que desejam aproveitar os benefícios de uma VPN em qualquer lugar ou por estarem experienciando uma conexão instável com a Internet

VPN de acesso remoto (também conhecida como VPN de cliente a site)

Um dos tipos de VPN mais usados para computador, uma VPN de acesso remoto, oferece aos usuários externos a capacidade de se conectar à rede de uma organização, ou a um servidor remoto, a partir de seus dispositivos pessoais. Isso pode ser feito inserindo suas credenciais de autenticação por meio de uma página de logon, que autoriza você a fazer a conexão por meio do navegador da Web.

Os usuários também podem se conectar à VPN por meio de um cliente de área de trabalho virtual ou um aplicativo VPN, que também se conecta a uma rede ou servidor depois que você insere suas credenciais. Um cliente fornece aos usuários uma interface fácil de trabalhar, informações de conectividade e a capacidade de alternar entre os vários recursos da VPN.

Uma VPN de acesso remoto pode ser usada tanto para uso profissional quanto pessoal, por isso é uma das formas mais comuns de VPN. Ela oferece aos trabalhadores remotos a capacidade de acessar arquivos e recursos da empresa sem precisar estar no escritório e protege os dados privados de empresas para que permaneçam privados. Quanto aos usuários individuais que simplesmente desejam navegar pela Internet pública com maior autonomia e anonimato, uma VPN de acesso remoto é essencial para evitar bloqueios de conteúdo, firewalls e rastreamento de ISP.

VPN site a site

Grandes organizações que precisam de uma solução mais robusta e personalizada podem optar por VPNs site a site. Uma VPN site a site é uma rede interna e privada composta por várias redes dentro de uma organização, que estão conectadas às redes locais (LANs) umas das outras por meio da Internet pública. Essa configuração permite que os usuários em duas redes separadas, dentro ou adjacentes à organização, compartilhem recursos entre si enquanto ainda limitam o acesso completo a todos os seus recursos, garantindo que a comunicação dentro da empresa permaneça o mais privada e segura possível. Devido à escala e à complexidade das VPNs site a site, esse tipo de conexão é mais adequado para empresas de nível corporativo com departamentos em vários locais.

Nas VPNs site a site, existme dois tipos de rede:

Intranet

Uma VPN site a site da intranet vincula vários sites da mesma organização por meio da LAN. Isso é útil quando vários departamentos em vários locais precisam colaborar entre si em uma rede privada e fechada. Por meio de uma conexão site a site, esses departamentos podem trocar recursos entre si de forma segura e eficiente.

Extranet

Uma VPN site a site de extranet vincula vários sites de diferentes organizações por meio de LAN. Uma organização que frequentemente colabora com fornecedores, parceiros ou vendedores terceirizados pode precisar da capacidade de criar essa rede. As organizações também podem personalizar o escopo de acesso entre cada rede, para que apenas alguns recursos sejam compartilhados, enquanto outros permanecem privados.

VPN móvel

Embora os provedores de VPN de longa duração normalmente atendam a usuários da área de trabalho, os smartphones estimularam o enorme crescimento das VPNs para dispositivos móveis — e por um bom motivo. Para usuários de smartphones que buscam maior segurança e proteção em qualquer lugar, uma VPN móvel é uma necessidade.

As VPNs móveis não apenas fornecem os benefícios de uma VPN tradicional, mas também continuam a proteger os dados quando a conectividade com a Internet é irregular ou instável, ou ao alternar entre dados móveis e Wi-Fi. Enquanto o aplicativo estiver em execução, a conexão VPN permanecerá segura e seu dispositivo permanecerá protegido. Devido à flexibilidade, uma VPN móvel é ideal para usuários que viajam ou para aqueles que não têm acesso a uma conexão confiável com a Internet.

Como funciona uma VPN?

Então, como uma VPN protege você? Vamos olhar debaixo do capô e ver como as coisas funcionam.

Nome do protocolo Criptografia Roteamento Caso de uso
OpenVPN Criptografia AES de 256 bits usando OpenSSL TCP e UDP, SSL/TSL Melhor uso geral
SSTP Criptografia AES de 256 bits TCP, SSL/TSL Melhor opção para o Windows
IKEv2/IPSec Criptografia AES de 256 bits UDP Melhor opção para navegação móvel
L2TP/IPSec Criptografia AES de 256 bits UDP Melhor opção para uma configuração básica
PPTP criptografia de 128 bits TCP Nenhum; obsoleto
WireGuard Criptografia AES de 256 bits UDP Melhor opção para usuários iniciais

Quando uma tentativa de conexão é feita com o servidor remoto do provedor de VPN, o servidor autentica o usuário e cria um túnel criptografado para que seus dados sejam executados. Os dados que passam por esse túnel são embaralhados com códigos e tornados ilegíveis por qualquer pessoa que não tenha acesso à chave de criptografia e, portanto, não têm permissão para lê-la. Depois que esses dados chegam no servidor, o servidor usa sua própria chave privada para descriptografar os dados e torná-los legíveis. O servidor envia os dados descriptografados, juntamente com um novo endereço IP, de volta para o site ao qual você está tentando se conectar.

Como esse processo de criptografia ocorre (e se ele é totalmente seguro) depende do tipo de protocolo ou do sistema de instruções usado para estabelecer a conexão. Um serviço VPN só pode garantir segurança e tranquilidade quando apoiado por um protocolo forte. É o mecanismo que mantém uma VPN em execução.

Você encontrará uma ampla variedade de protocolos entre os provedores de VPN, cada um com seus próprios métodos de roteamento e com seus próprios casos de uso. Aqui estão algumas das opções mais comuns para se ter em conta:

OpenVPN

Um dos protocolos mais usados no espaço, o OpenVPN geralmente é considerado um padrão do setor por sua segurança, estabilidade e flexibilidade. Ele apresenta tecnologia de criptografia de 256 bits, fornece tunelamento por meio de SSL/TSL e usa tecnologia de código aberto, o que significa que qualquer pessoa pode exibir seu código-fonte e solucionar possíveis vulnerabilidades. Esse nível de transparência garante que seus dados nunca serão vendidos ou fornecidos a anunciantes de terceiros.

SSTP

O SSTP, que é a sigla para Secure Socket Tunneling Protocol, é outro protocolo padrão do setor que apresenta criptografia de 256 bits e certificações SSL/TSL para autenticação. Ele é integrado nativamente ao sistema operacional Windows e tem suporte da Microsoft, o que o torna a melhor opção para usuários do Windows.

IKEv2/IPSec

O IKEv2, que é a sigla para Internet Key Exchange version 2, é um protocolo que geralmente é combinado com o IPSec, protocolo IPsec, para segurança e velocidade ideais. O IKEv2/IPSec mantém sua conexão até mesmo em condições instáveis de Internet, inclusive ao alternar entre dados móveis e Wi-Fi. É o melhor protocolo para em VPNs móveis.

L2TP/IPSec

O L2TP, que é a sigla para Layer 2 Tunneling Protocol, é outro protocolo que é frequentemente emparelhado com o IPSec para maior segurança. Assim como o SSTP, ele é integrado nativamente ao sistema operacional Windows e geralmente é fácil de configurar, embora muitos provedores não sejam mais compatíveis com esse protocolo, pois agora existem melhores opções disponíveis.

PPTP

O PPTP, que é a sigla para Point-to-Point Tunneling Protocol, foi o antecessor original do L2TP e, desde então, tornou-se obsoleto. Algumas VPNs gratuitas ainda podem usar esse protocolo, embora devido às muitas falhas de segurança conhecidas, ele não é mais considerado uma opção confiável para conexões seguras.

WireGuard

O WireGuard é um protocolo mais novo e promissor qualquer que continua ganhando força no espaço VPN. Ele apresenta uma base de código mais enxuta, uma tecnologia de criptografia mais moderna e maior compatibilidade móvel. Assim como o OpenVPN, é um projeto de código aberto, o que significa que qualquer pessoa pode revisar o código-fonte, relatar bugs e manter seus provedores responsabilizados.

Como uma VPN protege seu endereço IP

Além da criptografia, uma VPN também mascara seu endereço IP para a Internet pública, mascarando sua identidade. Quando um usuário conecta com sucesso seu computador ao servidor VPN, a VPN não apenas protege seus dados, mas também atribui um novo endereço IP que oculta seu endereço IP real. Isso pode vir na forma de um endereço IP compartilhado, que agrupa vários usuários em um único IP para que a atividade de cada usuário individual se torne difícil de distinguir. Esse novo endereço IP também pode corresponder ao endereço IP do servidor VPN, o que significa que quanto mais servidores houver em todo o mundo, mais endereços IP você terá para escolher. Dependendo das suas necessidades, isso pode ser definido nas configurações do cliente VPN.

Quando uma VPN oculta seu endereço IP, ela também falsifica ou oculta sua localização. Isso é útil para contornar bloqueios de conteúdo e firewalls, que dependem do seu IP para iniciar o bloqueio. O mascaramento de IP também se mostrou eficaz contra o doxing, em que sua identidade privada é tornada pública e divulgada online, bem como ataques de DDoS ou ataque de negação de serviço. Se ninguém souber seu endereço IP real, ninguém poderá iniciar um ataque contra você.

Qual é a segurança de uma VPN?

Mesmo com os protocolos mais fortes, uma VPN não garante a segurança \"à prova de bala\". Por exemplo, ela não protege contra vírus. E mesmo que uma VPN possa impedir que um anunciante use seus cookies para direcionar os anúncios, ela não impede os cookies por conta própria. Falhas de segurança, bugs e outras vulnerabilidades podem surgir, por isso é importante manter seu software atualizado. Provedores menos confiáveis podem registrar sua atividade de navegação e usar os dados para vender anúncios. E enquanto os melhores provedores ofereçam o nível mais alto de criptografia e mascaramento de IP, os ISPs e outras entidades de terceiros estão ficando mais espertos a cada dia.

Apesar desses pequenos desafios, sua experiência online ainda é mais segura e flexível com um serviço VPN do que sem. Se você estiver deseja uma camada adicional de privacidade online para sua navegação diária, uma VPN é necessária. Com a combinação vencedora de criptografia forte e mascaramento de IP, uma VPN funciona para atender às suas necessidades de proteção.

O que uma boa VPN faz?

Agora que você sabe as vantagens de usar uma VPN, bem como seus vários tipos, protocolos e casos de uso, vamos explorar o que procurar em um provedor de VPN. Há muitas opções no mercado, mas convém selecionar uma empresa respeitável, com experiência clara, uma reputação comprovada e valores confiáveis. Aqui estão alguns dos recursos que você deve procurar em um bom provedor de VPN:

Protocolos fortes

O recurso mais importante de qualquer provedor de VPN é a segurança, portanto, é essencial escolher um serviço que usa um protocolo padrão do setor com criptografia de 256 bits — o mesmo tipo de criptografia usado por bancos e militares. No cenário atual, isso significa estar ciente das limitações dos protocolos mais antigos, como o L2TP/IPSec, evitando protocolos obsoletos, como o PPTP. Em vez disso, opte por serviços que usam protocolos OpenVPN, SSTP, IKEv2/IPSec ou WireGuard. Os principais provedores dão suporte a vários protocolos e devem permitir que você alterne entre eles, dependendo do caso de uso.

Proteção de endereço IP

Maior anonimato é um motivo fundamental para usar uma VPN. Ao procurar um provedor, escolha um que forneça opções para redirecionar seu endereço IP. Um endereço IP compartilhado agrupa vários usuários sob um IP, protegendo-o da multidão, enquanto a troca rápida e fácil de servidor permite que você escolha a localização de onde quer que os servidores do provedor estejam localizados.

Uma variedade de servidores em muitas localizações

Ao usar uma VPN, você poderá notar uma lentidão no desempenho se o provedor executar apenas um número selecionado de servidores em um número selecionado de localizações. Usando um serviço composto por muitos servidores localizados próximos e distantes, incluindo aqueles mais próximos de você, seus dados percorrem uma distância mais curta, melhorando a velocidade. Quanto mais servidores houver ao redor do mundo, quanto mais dispersos os usuários, mais rápido será o desempenho. E se você estiver quiser mudar para um endereço IP de uma região específica, convém verificar se o seu provedor tem um servidor que dá suporte ao protocolo escolhido.

Política de registro zero

Você pode estar oculto de terceiros, mas, em teoria, um provedor de VPN tem o poder de ver potencialmente tudo o que você faz sob sua proteção. Por isso, é importante entrar com uma empresa que práticas de transparência em torno de sua política de registro em log. Um provedor vpn sem log ou sem log mantém um registro de seu endereço de email, informações de pagamento e servidor VPN, mas não deve registrar ou armazenar dados enviados enquanto você estiver conectado com segurança. Isso inclui logs de uso, logs de conexão, dados de sessão ou até mesmo seu endereço IP.

Kill switch

Se sua conexão VPN segura for interrompida, seu computador reverterá para seu endereço IP real, comprometendo sua identidade. Um kill switch impede que isso aconteça, bloqueando sua conexão com a Internet assim que a conexão VPN for interrompida.

Compatibilidade com dispositivos móveis

A atividade móvel se torna arriscada quando está acontecendo em uma rede Wi-Fi não segura. Se você estiver procurando por uma experiência móvel mais segura, pode ser útil procurar um provedor que ofereça suporte para VPN móvel, especialmente a capacidade de alternar para o protocolo IKEv2/IPSec durante o roaming. Isso garante que sua conexão seja segura, mesmo quando você migra de um Wi-Fi público para os dados móveis.

Opções de autenticação

Quando um computador tenta se conectar a um servidor VPN, a VPN deve primeiro autenticar o usuário antes que a conexão seja bem-sucedida. Isso geralmente significa inserir suas credenciais por meio de uma página de logon ou cliente de área de trabalho, embora seja melhor considerar mais opções para autenticação. A autenticação multifator, por exemplo, exige que você autorize seu logon com seu dispositivo móvel por meio de um aplicativo. Você também pode querer usar uma chave de segurança física, que você conecta à porta USB, para ainda mais segurança.

Atendimento ao cliente

Assim como outras empresas de software, um provedor de VPN deve ter uma equipe de suporte confiável para que você entre em contato sobre quaisquer problemas que possam surgir. Essa equipe de suporte deve ser experiente, útil e fácil de entrar em contato.

Preços Premium

Em geral, é melhor evitar completamente as VPNs gratuitas. Ao escolher um provedor pago, você está escolhendo uma empresa real e confiável, respaldada por tecnologia e infraestrutura de qualidade. Um provedor pago também tem menos probabilidade de registrar suas atividades e vender essas informações aos anunciantes. Uma VPN premium pode exigir uma taxa mensal, mas o valor de segurança, proteção e tranquilidade vale o custo.

Como as VPNs ajudam na proteção contra roubo de identidade?

O roubo de identidade é um problema crescente que continua mudando e evoluindo de maneiras sutis e inesperadas. É quando os hackers roubam seus dados pessoais com a finalidade de usar seus cartões de crédito, acessar sua conta bancária, fazer um empréstimo ou usar seu seguro para obter valores. Usam todas as formas de fraude. Com a crescente frequência de violações de dados corporativos, em que as informações do usuário são roubadas de um banco de dados, o problema do roubo de identidade parece estar cada vez maior. E agora que quase todos os cafés, empresas ou aeroportos oferece Wi-Fi público para as necessidades de trabalho, serviços bancários e compras de seus clientes, nossas identidades parecem mais vulneráveis do que nunca.

Embora não seja possível impedir que uma violação de dados aconteça, é possível proteger contra roubo de identidade online usando uma VPN. Por meio de túnel, uma VPN criptografa seus dados para que ninguém mais, incluindo os fraudadores, possa vê-los, protegendo suas informações mesmo quando você estiver usando uma rede não segura. Uma VPN também mascara seu endereço IP para que sua identidade online e localização permaneçam irrastreáveis, tornando difícil para os cibercriminosos encontrá-lo. Como seu endereço IP está oculto, você está protegido contra ataques cibernéticos.

Perguntas frequentes

  • Uma VPN, que significa rede virtual privada, protege seus usuários criptografando seus dados e mascarando seus endereços IP. Isso oculta suas atividades de navegação, identidade e localização, permitindo maior privacidade e autonomia. Qualquer pessoa que busca uma experiência online mais segura, protegida e livre pode se beneficiar de uma VPN.

    Saiba mais sobre os benefícios de uma experiência de VPN

  • Um provedor de VPN respeitável deve oferecer o mais alto nível de criptografia, proteção de endereço IP, mascaramento de localização e opções de privacidade à prova de falhas. Dependendo dos recursos oferecidos, você pode usar uma VPN para trabalhar remotamente, proteger dados confidenciais, acessar conteúdo regional, ignorar bloqueios de conteúdo ou impedir rastreamento de terceiros.

    Descubra os vários recursos de uma VPN

  • Uma conexão VPN é uma conexão digital estabelecida entre o computador e um servidor remoto de propriedade do provedor de VPN. Quando a conexão é bem-sucedida, ela cria um túnel criptografado pelo qual todos os seu dados passam. Os dados são embaralhados com códigos para que ninguém mais possa vê-los, garantindo que sua atividade de navegação permaneça privada e protegida.

    Veja mais definições de VPN

  • Embora as VPNs não protejam contra cookies, elas protegem contra rastreamento de ISP ou rastreamento de provedor de serviços de Internet, bem como anunciantes de terceiros e criminosos cibernéticos. Isso é feito roteando sua conexão para um servidor VPN remoto, que mascara seu endereço IP e oculta sua localização. Com essas informações ocultas, sua identidade permanece privada.

    Saiba mais sobre a proteção VPN

  • Um app VPN é um aplicativo de software que permite que você faça uma conexão com um servidor VPN remoto após inserir suas credenciais de logon. Isso pode vir na forma de um cliente virtual para a área de trabalho ou como um aplicativo móvel. Enquanto o cliente ou aplicativo estiver em execução, seu dispositivo permanecerá protegido por meio da VPN. Isso é útil, principalmente, para usuários de smartphones que desejam segurança e proteção em qualquer lugar.

    Explore mais tipos de VPN

Introdução a uma conta gratuita do Azure

Aproveite os serviços populares gratuitamente por 12 meses, mais de 25 serviços gratuitos sempre e $200 crédito para usar nos primeiros 30 dias.

Podemos ajudar você?