Atualização do Gerenciamento de API do Azure de 4 de abril

Postado em sexta-feira, 5 de abril de 2019

Em 4 de abril, iniciamos uma atualização regular do serviço de Gerenciamento de API do Azure. A atualização inclui as seguintes correções de bug, alterações e novos recursos:

  • Agora é possível atualizar a propriedade isBuffered de um Agente por meio da chamada de Agente PUT ou configurá-la com modelos ARM.

  • Agora você pode remover a Identidade de Serviço Gerenciada associada a um serviço por meio da chamada de serviço PATCH com o campo "identity": { "type": "None" }.

  • Agora é possível aplicar a política CORS em todos os escopos.
  • O arquivo de especificação de OpenAPI exportado apresentará o parâmetro requestBody somente se especificado. Antigamente, o requestBody era um objeto vazio {}, até mesmo para solicitações HEAD ou OPTIONS.
  • Reparamos um bug da política quota que causava uso extensivo de CPU.
  • Reparamos um bug de sincronização de configuração que pode ter causado respostas 404 Not Found intermitentes para APIs e operações existentes.
  • Agora é possível criar usuário com um estado "pendente" usando a chamada à API REST.
  • Usuários registrados recentemente não precisam mais reinserir sua senha ao clicar em um link de confirmação de um email.
  • Novas restrições se aplicam ao criar uma revisão por meio da chamada à API PUT:
    • Todas as revisões de API devem ter os mesmos parâmetros Name, Path, Description, Protocols, ApiVersion, ApiVersionDescription e ApiVersionSetId.

    • Essas propriedades podem ser alteradas somente para a revisão atual e as alterações serão propagadas em todas as revisões de API.

Nós implantamos atualizações gradualmente. Geralmente, leva uma semana ou mais para que todas as instâncias de serviço ativas sejam atualizadas.

  • Gerenciamento de API
  • Features