Trace Id is missing
Pular para o conteúdo principal

O que é um Banco de Dados SQL?

Obtenha uma visão geral da tecnologia, dos benefícios e dos casos de uso do SQL.

Definição do banco de dados SQL

Os bancos de dadosSQL, também conhecidos como bancos de dados relacionais, são sistemas que armazenam coleções de tabelas e organizam conjuntos estruturados de dados em um formato de colunas e linhas tabulares, semelhante ao de uma planilha. Os bancos de dados são criados usando linguagem SQL, a linguagem de consulta que não só compõe todos os bancos de dados relacionais e RDBMS, mas também permite que eles "conversem entre si". 

Por que os Bancos de Dados SQL existem?

A história da tecnologia de banco de dados/bancos de dados relacionais

O SQL foi inventado como linguagem no início dos anos 1970, o que significa que os bancos de dados SQL já existem há tanto tempo quanto a própria Internet. Chamado de SEQUEL (linguagem de consulta estruturada em inglês), o SQL foi criado originalmente para simplificar o acesso a sistemas de banco de dados relacionais e auxiliar no processamento de informações. Atualmente, o SQL continua sendo uma das linguagens de consulta mais populares e amplamente usadas na tecnologia de banco de dados de código aberto devido à sua flexibilidade, facilidade de uso e integração perfeita com uma variedade de linguagens de programação diferentes. Você verá o SQL sendo usado em todos os tipos de aplicativos centrados em dados e de alto desempenho. 

Qual é a diferença entre bancos de dados SQL e NoSQL?

Os bancos de dados SQL organizam os dados em colunas e linhas. As linhas contêm conjuntos de dados que se aplicam a cada item, enquanto as colunas definem as diferentes propriedades desses itens, como ID do produto, nome, quantidade e preço unitário. Por outro lado, os bancos de dados NoSQL armazenam todos os dados de entrada em um único documento sem estrutura evidente. Isso torna os bancos de dados SQL propícios ao armazenamento de formas estruturadas de dados, enquanto os bancos de dados NoSQL são equipados para lidar com grandes volumes de dados estruturados, semiestruturados e não estruturados de fontes não tradicionais.

Abaixo, você encontrará as principais diferenças entre bancos de dados SQL e NoSQL.

Comparação entre bancos de dados SQL e NoSQL
Recursos SQL NoSQL
Tipos de dados Estruturados Estruturados, semiestruturados, não estruturados
Tipos de bancos de dados Relacional Relacional e não relacional
Estrutura ou esquema Tabelas Documento
Formato de dados Processados Brutos
Flexibilidade Baixa Alta
Disponibilidade Alta Baixa
Fontes Aplicativos, dados transacionais, relatórios em lotes, BI Big Data, IoT, mídia social, dados de streaming

Benefícios do uso de bancos de dados SQL

Agora você sabe o que é um banco de dados SQL e como ele difere funcionalmente de um banco de dados NoSQL. Mas por que as organizações usam bancos de dados relacionais e em quais situações elas os utilizam? Os bancos de dados SQL oferecem inúmeros benefícios que facilitam o gerenciamento de dados, incluindo:

  • Desempenho otimizado. Devido às altas velocidades de processamento e ao uso mínimo de armazenamento, os bancos de dados relacionais podem recuperar lotes enormes de transações de dados quase em tempo real e, em seguida, inserir, excluir ou modificar esses dados quase instantaneamente.
  • Colaboração contínua. Com um banco de dados SQL, você tem a capacidade de modificar o esquema em tempo real. Isso significa que qualquer usuário pode adicionar, remover e modificar os dados dentro de cada coluna e linha ou até mesmo remover as colunas e linhas por conta própria, tudo sem interromper o fluxo de trabalho de outros usuários.
  • Dados limpos e confiáveis. Os bancos de dados SQL não apenas mantêm a consistência em todas as instâncias de servidor, mas também reduzem redundâncias nos dados relacionadas a inserções e exclusões, o que é essencial para manter a precisão e a velocidade ao processar um grande lote de transações. 
  • Fácil de acessar e aprender. O SQL é escrito em inglês simples e não em código complexo, o que torna mais fácil para o usuário médio selecionar, inserir, atualizar e excluir dados, desde que aprenda as funções e a sintaxe.
  • Suporte da comunidade. Como o SQL é uma linguagem de código aberto, tem o suporte de uma comunidade mundial de desenvolvedores que fornecem atualizações contínuas, documentação e ajuda para solução de problemas quando surge a necessidade.

Casos de uso comuns para bancos de dados SQL

Em um mundo centrado em dados, os bancos de dados SQL estão no controle. Empresas de software, bancos, agências governamentais, universidades e organizações de diferentes setores dependem de bancos de dados relacionais para armazenar registros, gerenciar dados e executar operações de negócios importantes. Aqui estão apenas alguns casos de uso entre muitos:

  • Aplicativos críticos. Sistemas financeiros, processadores de pagamento e outros aplicativos críticos que estão trabalhando com dados altamente estruturados e centralizados usam a tecnologia SQL para dar suporte a transações e fornecem uma camada adicional de segurança ao longo do caminho.
  • Business intelligence. Em uma ampla variedade de setores, os analistas de BI usam bancos de dados relacionais para extrair relatórios e disponibilizá-los para departamentos de operações, RH, vendas, armazenamento e marketing para análise e tomada de decisões adicionais.
  • Integridade dos dados. Os aplicativos que trabalham com conjuntos de dados confidenciais e privados dependem da tecnologia SQL para estabelecer restrições bem definidas, evitar duplicação de dados e determinar a integridade dos dados. Isso garante que os dados não apenas permaneçam confiáveis e seguros, mas que também estejam em conformidade com os padrões de atomicidade, consistência, isolamento e durabilidade (ACID), também conhecido como conformidade ACID.
  • Outros tipos de aplicativos. Aplicativos que lidam com grandes volumes de conjuntos de dados estruturados, mas nem  sempre precisam estar ativados, dependem de bancos de dados SQL para dar suporte ao dimensionamento e ao crescimento periódicos.

Tipos de bancos de dados

Agora que você conhece os benefícios e as aplicações dos bancos de dados SQL, vamos obter uma visão geral dos diferentes tipos e como eles diferem uns dos outros.

Primeiro, é importante determinar quando escolher um banco de dados relacional em vez de um banco de dados não relacional e vice-versa. Como os bancos de dados SQL são estruturados, eles são perfeitos para lidar com transações, registros e bibliotecas. Os bancos de dados NoSQL têm a capacidade de dar suporte a todas as formas de dados, incluindo textos, imagens, notificações de IoT e outras formas de Big Data. Os bancos de dados SQL e NoSQL disponibilizam prontamente suas respectivas formas de dados para pesquisa e análise.

Vamos examinar alguns bancos de dados SQL e NoSQL comumente usados:

  • SQL Server. Os serviços de bancos de dados SQL normalmente são criados em um RDBMS e muitos aproveitam os recursos da computação em nuvem. O SQL do Azure, por exemplo, é uma família de serviços de banco de dados SQL gerenciados criados no mecanismo de banco de dados do Microsoft SQL Server e hospedados na nuvem do Azure.
  • PostgreSQL. O PostgreSQL é um ORDBMS (sistema de gerenciamento de banco de dados relacional de objeto) avançado que armazena e dimensiona cargas de trabalho que são muito complexas para serem compatíveis com seus sistemas padrão. Um serviço baseado em nuvem para PostgreSQL, como o Banco de Dados do Azure para PostgreSQL, oferece recursos empresariais e extensibilidade adicionais, bem como o suporte da comunidade de código aberto do PostgreSQL.
  • MySQL. O MySQL é um dos RDBMS de código aberto mais populares e amplamente usados no desenvolvimento de aplicativos modernos. Ao contrário do SQL, o MySQL é um software, não uma linguagem. Um serviço de banco de dados MySQL gerenciado, como o Banco de Dados do Azure para MySQL, permite provisionar um banco de dados em minutos e dimensionar com a mesma rapidez. 
  • NoSQL. Os serviços de banco de dados NoSQL permitem que os usuários desenvolvam aplicativos modernos, responsivos e de alto desempenho em qualquer tamanho ou escala. Eles também dão suporte a uma ampla variedade de bancos de dados de código aberto. O Azure Cosmos DB tem suporte para PostgreSQL, MongoDB e Apache Cassandra, é totalmente gerenciado, com atualizações automáticas e dimensionamento automático.

O futuro do SQL

O futuro do SQL está na nuvem, e é por isso que muitas organizações estão optando por bancos de dados em nuvem em vez de soluções tradicionais locais. Um banco de dados em nuvem é um serviço de banco de dados que foi criado e hospedado em uma plataforma de nuvem, fornecendo a mesma funcionalidade que um servidor local, mas com a infraestrutura e a escalabilidade da computação em nuvem.

Veja como os bancos de dados em nuvem são comparados aos locais:

  • Serviços gerenciados. Um banco de dados como serviço em nuvem totalmente gerenciado simplifica e automatiza atualizações, backups, provisionamento e outras tarefas de configuração para que você possa se concentrar no desenvolvimento de aplicativos de alto desempenho.
  • Nenhum hardware necessário. As organizações agora podem aproveitar os benefícios de um banco de dados SQL sem precisar comprar o hardware de servidor dedicado para dar suporte a ele. E ao hospedar na nuvem, seu banco de dados sempre será atualizado para a versão mais recente do SQL.
  • Mais flexibilidade. Embora a maioria dos bancos de dados SQL locais só possa dar suporte a bancos de dados relacionais como MySQL e PostgreSQL, os bancos de dados em nuvem podem dar suporte a bancos de dados SQL e NoSQL, incluindo MongoDB e Apache CouchDB.
  • Acesso mais fácil. Os bancos de dados SQL geralmente são fáceis de acessar, mas os usuários agora têm a capacidade de acessar um banco de dados em nuvem com ainda mais facilidade por meio de uma API do fornecedor ou interface da Web.
  • Escalabilidade econômica. Os bancos de dados em nuvem podem escalar vertical ou horizontalmente dependendo dos requisitos de uso de uma organização, permitindo usar apenas os recursos de que precisam e pagar apenas pelo que usarem.
  • Recuperação de desastres. Com a ajuda de backups de servidor remoto, os bancos de dados em nuvem permanecem disponíveis e seguros, mesmo quando ocorre um desastre e há uma queda de energia. 

Introdução ao SQL do Azure

Saiba mais sobre bancos de dados em nuvem e experimente um por conta própria. Parte da família do SQL do Azure, o SQL do Azure é um serviço de banco de dados relacional totalmente gerenciado criado para a nuvem do Azure. Crie seu próximo aplicativo com a assistência de um banco de dados SQL totalmente gerenciado com recursos internos de IA, dimensionamento automático e backups.

Perguntas frequentes

  • SQL é a linguagem de programação que compõe todos os bancos de dados SQL, também conhecidos como bancos de dados relacionais, que armazenam e processam dados altamente estruturados em linhas e colunas tabulares, muito semelhantes aos de uma planilha.

    Saiba mais sobre o SQL

  • Um banco de dados em nuvem é um serviço de banco de dados hospedado e acessado por meio da nuvem, o que significa que, além de aproveitar os benefícios do SQL, um banco de dados em nuvem também aproveita os serviços gerenciados, a flexibilidade e a escalabilidade que acompanham a computação em nuvem. 

    Explorar bancos de dados

  • Embora o SQL seja uma linguagem muito acessível para não codificadores, você deve ter uma compreensão sólida de como os dados normalmente funcionam em uma organização. Para aproveitar ao máximo o que um banco de dados de nuvem SQL tem a oferecer, talvez você queira se familiarizar com conceitos básicos de dados, análise, funções, serviços e produtos.

    Comece a aprender com o Microsoft Learn