O que é uma VM (máquina virtual)?

Uma introdução à virtualização e aos benefícios das VMs

Máquinas virtuais: computadores virtuais dentro de computadores

Uma máquina virtual, normalmente reduzida apenas para VM, não é diferente de qualquer outro computador físico, como um laptop, um smartphone ou um servidor. Ela tem CPU, memória, discos para armazenar seus arquivos e pode se conectar à Internet, se necessário. Embora as partes que compõem o seu computador (chamadas de hardware) sejam físicas e tangíveis, as VMs costumam ser consideradas como computadores virtuais ou computadores definidos por software em servidores físicos, existindo apenas como código.

Explore as máquinas virtuais e a nuvem com uma conta gratuita do Azure

Crie, implante e monitore VMs usando 12 meses de serviços gratuitos

Início gratuito

Como funciona uma máquina virtual?

Virtualização é o processo de criação de uma versão baseada em software ou "virtual" de um computador, com quantidades dedicadas de CPU, memória e armazenamento que são "emprestadas" de um computador host físico – como o seu computador pessoal – e/ou um servidor remoto – como um servidor no datacenter de um provedor de nuvem. Uma máquina virtual é um arquivo de computador (normalmente chamado de imagem) que se comporta como um computador de verdade. Ela pode ser executada em uma janela como um ambiente computacional separado, geralmente para executar um sistema operacional diferente – ou até mesmo para funcionar como a experiência completa do computador do usuário – como é comum nos computadores de trabalho de muitas pessoas. A máquina virtual é particionada do restante do sistema, o que significa que o software dentro de uma VM não pode interferir no sistema operacional primário do computador host.

Para que são usadas as VMs?

Aqui estão algumas maneiras de usar máquinas virtuais:

  • Criar e Implantar aplicativos na nuvem.
  • Experimentar um novo SO (sistema operacional), incluindo versões beta.
  • Criar um novo ambiente para tornar a execução de cenários de desenvolvimento e teste mais simples e rápida para os desenvolvedores.
  • Fazer backup de seu sistema operacional existente.
  • Acessar dados infectados por vírus ou executar um aplicativo antigo instalando um sistema operacional mais antigo.
  • Executar software ou aplicativos em sistemas operacionais para os quais eles não foram originalmente destinados.

Quais são os benefícios do uso de VMs?

Embora as máquinas virtuais sejam executadas como computadores individuais com sistemas operacionais e aplicativos individuais, elas têm a vantagem de permanecer completamente independentes umas das outras e do computador host físico. Um software chamado hipervisor, ou Virtual Machine Manager, permite que você execute sistemas operacionais diferentes em máquinas virtuais diferentes ao mesmo tempo. Isso torna possível executar VMs do Linux, por exemplo, em um sistema operacional Windows, ou executar uma versão anterior do Windows em um sistema operacional Windows mais atual.

E, como as VMs são independentes umas das outras, elas também são extremamente portáteis. Você pode mover uma VM de um hipervisor para outro hipervisor em um computador completamente diferente quase instantaneamente.

Devido à sua flexibilidade e portabilidade, as máquinas virtuais oferecem muitos benefícios, como:

  • Economia de custos – a execução de vários ambientes virtuais por meio de uma única infraestrutura significa que você pode reduzir drasticamente o volume ocupado pela infraestrutura física. Isso aumenta seus resultados, diminuindo a necessidade de manter tantos servidores e economizando em custos de manutenção e eletricidade.
  • Agilidade e velocidade– Ativar uma VM é relativamente fácil e rápido, e muito mais simples do que provisionar um ambiente totalmente novo para seus desenvolvedores. A virtualização torna o processo de execução de cenários de desenvolvimento e teste muito mais rápido.
  • Tempo de inatividade reduzido – as VMs são muito portáteis e fáceis de passar de um hipervisor para outro em um computador diferente, o que significa que são uma ótima solução para backup, caso o host fique inativo inesperadamente.
  • Escalabilidade – as VMs permitem que você escale seus aplicativos mais facilmente, adicionando mais servidores físicos ou virtuais para distribuir a carga de trabalho entre várias VMs. Como resultado, você pode aumentar a disponibilidade e o desempenho de seus aplicativos.
  • Benefícios de segurança – Como as máquinas virtuais são executadas em vários sistemas operacionais, o uso de um sistema operacional convidado em uma VM permite que você execute aplicativos de segurança questionável, protegendo o sistema operacional do host. As VMs também permitem melhor análise forense de segurança e costumam ser usadas para estudar vírus de computador de maneira segura, isolando-os para evitar o risco de seu computador host.

Introdução às máquinas virtuais

Descubra a computação em nuvem do Azure e aprenda a criar e implantar VMs com um especialista técnico do Azure.

Veja a demonstração

Produtos e serviços relacionados para VMs

Máquinas Virtuais do Azure

Crie VMs (máquinas virtuais) do Linux e do Windows em segundos e reduza os custos

Máquinas virtuais do Windows

Infraestrutura virtualizada sob demanda, altamente escalonável e protegida com máquinas virtuais do Windows no Azure

Máquinas Virtuais do Linux

Crie e implante software livre orientado à comunidade e de nível corporativo em segundos e reduza os custos

Host Dedicado do Azure

Servidor físico dedicado para hospedar e executar máquinas virtuais para Windows e Linux no Azure

Machine Learning Server em máquinas virtuais

Uma plataforma de aprendizado de máquina flexível para descobrir insights com R e Python

SQL Server em Máquinas Virtuais

Migre cargas de trabalho do SQL Server para a nuvem com o menor TCO

Máquinas Virtuais do Azure Spot

Use o Azure para reduzir os gastos com a nuvem, com os grandes descontos da capacidade de computação escalonável

IaaS (infraestrutura como serviço) do Azure

Aproveite uma infraestrutura de nuvem altamente disponível, escalonável e segura com o Azure – e pague apenas pelos recursos que você usar

Conjuntos de Dimensionamento de Máquinas Virtuais do Azure

Leia a documentação sobre como criar aplicativos escalonáveis com conjuntos de dimensionamento de máquinas virtuais

Perguntas frequentes

  • O processo de criação de uma versão baseada em software ou "virtual" de algo, seja para computação, armazenamento, rede, servidores ou aplicativos, é chamado de virtualização. A virtualização como tecnologia tem uma longa história, e ainda hoje é muito relevante para a criação de uma estratégia de computação em nuvem. Portanto, a virtualização é o processo, e as máquinas criadas usando esse processo são mais comumente chamadas de máquinas virtuais ou apenas VMs.
  • Diversas máquinas virtuais podem ser executadas simultaneamente no mesmo computador físico, todas gerenciadas por um hipervisor. Um hipervisor é o software que integra o hardware físico e o "hardware" virtual da VM. Isso é muito semelhante ao funcionamento de um sistema operacional em um computador típico: assim como um guarda de trânsito escolar ajuda vários alunos a se moverem com segurança de um lado a outro em um cruzamento movimentado, o hipervisor garante que cada VM obtenha os recursos necessários do servidor físico de maneira ordenada e oportuna.
  • Esta é a categoria básica de serviços de computação em nuvem. Com IaaS, você aluga a infraestrutura de TI – servidores e VMs (máquinas virtuais), armazenamento, redes e sistemas operacionais – de um provedor de nuvem como o Microsoft Azure, pagando conforme o uso.

    Saiba mais sobre o IaaS

  • Sim e não! As Máquinas Virtuais do Azure são a IaaS (infraestrutura como serviço) do Azure usadas para implantar VMs persistentes com praticamente qualquer carga de trabalho de servidor de VM que você desejar. Elas são instâncias de serviço de imagem que oferecem recursos de computação escalonáveis e sob demanda com preço baseado no uso.

    Portanto, as Máquinas Virtuais do Azure são o serviço que fornece VMs otimizadas para cargas de trabalho de uso geral ou de armazenamento, memória, computação e uso intensivo de gráficos, e são oferecidas em uma variedade de tipos e tamanhos para atender às suas necessidades e manter o orçamento sob controle.

    Saiba mais sobre a IaaS do Azure

  • As VMs de spot fazem parte dos serviços oferecidos por um provedor de nuvem, como o Microsoft Azure, que fornece capacidade de computação escalonável com grandes descontos.

    As VMs de spot são ideais para cargas de trabalho que podem ser interrompidas, como:

    • Cenários selecionados de computação de alto desempenho, trabalhos de processamento em lotes ou aplicativos de renderização visual.
    • Ambientes de desenvolvimento/teste, incluindo cargas de trabalho de integração contínua e entrega contínua.
    • Aplicativos de Big Data, de análise, baseados em contêiner e sem estado de grande escala.

    Saiba mais sobre as Máquinas Virtuais de Spot do Azure

  • O Armazenamento em Disco do Azure é um serviço que oferece armazenamento em bloco altamente durável e de alto desempenho, projetado para ser usado com Máquinas Virtuais do Azure. Com resiliência inigualável, escalabilidade contínua e segurança integrada, o Armazenamento em Disco do Azure oferece a relação custo/benefício de que você precisa para a sua missão e para os aplicativos essenciais aos negócios.

    Saiba mais sobre o Armazenamento em Disco do Azure

  • Em geral, computação em nuvem híbrida refere-se a um ambiente de nuvem que combina nuvem pública e infraestrutura local, incluindo nuvem privada, permitindo que dados e aplicativos sejam compartilhados com elas. Isso amplia suas opções de implantação em nuvem, oferecendo maior flexibilidade para escalar recursos e aproveitar inovações de tecnologia de nuvem, ao mesmo tempo em que oferece interoperabilidade com ambientes locais.

    Veja uma introdução a nuvens públicas, privadas e híbridas

  • Os provedores de serviços de nuvem às vezes chamam os serviços de computação em nuvem de "pilha", porque eles são criados uns sobre os outros. Embora a IaaS (infraestrutura como serviço) represente elemento fundamental da pilha, outros serviços são comumente usados em conjunto com a IaaS, como PaaS (plataforma como serviço), SaaS (software como serviço) e computação sem servidor.

    Saiba mais sobre os termos comuns de computação em nuvem

Recursos da VM

Inícios rápidos (5 minutos)

Para Linux, crie um servidor Web da NGINX em uma VM do Ubuntu usando:

Para Windows, crie um servidor Web de IIS em uma VM do Windows Server 2016 usando:

Migre para a nuvem

Gerencie custos e migre aplicativos, dados e infraestrutura com esses recursos gratuitos:

Tudo de que você precisa para começar com as VMs

Aprenda como escolher a VM certa para sua carga de trabalho e reduza os custos com o Microsoft Azure.

Estamos prontos para começar – vamos configurar uma conta gratuita