Como atualizar os meus relatórios com os nomes novos dos medidores do Azure

  • Os passos descritos abaixo podem ser utilizados para filtrar a folha de cálculo de mapeamento que disponibilizámos para mostrar só os medidores que consome. Para saber mais sobre as melhorias dos nomes dos medidores, clique aqui. Nota: as imagens abaixo foram tiradas de uma subscrição de cliente Direto. Os valores em cada coluna podem ser diferentes de acordo com a sua subscrição.

    1. Transfira a lista dos medidores uniformizados aqui e guarde o ficheiro localmente (por exemplo, em c:\AzureMeterMapping-en.xls).
    2. Transfira um resumo de utilização detalhada ou crie um webhook baseado no resultado de uma das APIs do Azure disponíveis e guarde o ficheiro localmente (por exemplo, em c:\AzureUsage.xls). Veja um exemplo utilizando um ficheiro de utilização detalhada abaixo.
      • Se é um Parceiro CSP, transfira um ficheiro de reconciliação baseado na utilização a partir do Centro de Parceiros. Nota: De momento, não é possível encontrar a unidade de medida no ficheiro de reconciliação nem na Lista de Preços do CSP. A partir de julho de 2017, a unidade de medida será incluída no ficheiro de reconciliação e na Lista de Preços do CSP.
      • Se é um cliente Direto, transfira o ficheiro "Versão 2—Pré-visualização" através do Portal de Contas do Azure.
      • Se é um cliente EA, transfira o relatório de Detalhes de Utilização em Relatórios > Transferir Utilização no Portal Enterprise.
      Exemplo de ficheiro csv transferido
    3. Abra o ficheiro “AzureUsage.xls” e remova os dados que não estejam relacionados com a sua utilização diária (por exemplo, extratos ou informações de Estado de Aprovisionamento). Mude o nome da folha para “Folha 1”, se não tiver já este nome.
    4. Limpe os dados do ficheiro “AzureUsage.xls” antes de executar uma procv para interpretar as alterações aos nomes dos medidores.
      1. Para garantir que as procvs devolvem resultados válidos, remova os pontos de exclamação à volta do ID de Medidor (GUID de Recurso) do ficheiro “AzureUsage.xls” com a função Localizar/Substituir do Excel. Depois, mova a coluna ID do Medidor (GUID de Recurso) para a esquerda, de modo a que se torne na Coluna A, para ajudar nas procvs e guarde o ficheiro. Os dados utilizados para a comparação devem ser semelhantes aos dados abaixo (tenha em conta que as variações nos nomes dos atributos dos medidores que aparecem como cabeçalhos das colunas da tabela abaixo dependem da sua subscrição do Azure específica).
        Captura de ecrã de ficheiro do excel
    5. Abra o ficheiro “AzureMeterMapping-en.xls” e crie uma procv padrão no ID de Medidor (GUID de Recurso) para o ficheiro “AzureUsage.xls”.
      1. Adicione uma coluna à direita da Coluna A do ficheiro “AzureMeterMapping-en.xls.
      2. Introduza a função de procv na célula B2: =VLOOKUP(A2,'[AzureUsage.xls]Sheet 1'!$A:$A,1,FALSE)
      3. Filtre os valores “N/A” da Coluna B, para eliminar os medidores que não utiliza. O ficheiro atualizado terá um aspeto semelhante ao seguinte. Resultado filtrado
      4. Os resultados do ficheiro “AzureMeterMapping-en.xls” apresentarão apenas os medidores que consumiu e que estão no seu relatório de utilização. Veja as convenções de nomenclatura dos medidores antigos nas Colunas C a G. Veja as convenções de nomenclatura dos medidores novos nas Colunas H a L.
  • A secção seguinte disponibiliza orientações para resumir os medidores que consumiu num relatório combinado que apresente os nomes novos e antigos. Deve seguir estas instruções se quiser ver o aspeto dos seus relatórios quando os nomes novos forem implementados. Para saber mais sobre as melhorias dos nomes dos medidores, clique aqui. Nota: as imagens abaixo foram tiradas de uma subscrição de cliente Direto. Os valores em cada coluna podem ser diferentes de acordo com a sua subscrição.

    1. Transfira a lista dos medidores uniformizados aqui e guarde o ficheiro localmente (por exemplo, em c:\AzureMeterMapping-en.xls).
    2. Transfira um resumo de utilização detalhada ou crie um webhook baseado no resultado de uma das APIs do Azure disponíveis e guarde o ficheiro localmente (por exemplo, em c:\AzureUsage.xls). Veja um exemplo utilizando um ficheiro de utilização detalhada abaixo.
      • Se é um Parceiro CSP, transfira um ficheiro de reconciliação baseado na utilização a partir do Centro de Parceiros. Nota: De momento, não é possível encontrar a unidade de medida no ficheiro de reconciliação nem na Lista de Preços do CSP. A partir de julho de 2017, a unidade de medida será incluída no ficheiro de reconciliação e na Lista de Preços do CSP.
      • Se é um cliente Direto, transfira o ficheiro "Versão 2—Pré-visualização" através do Portal de Contas do Azure.
      • Se é um cliente EA, transfira o relatório de Detalhes de Utilização em Relatórios > Transferir Utilização no Portal Enterprise.
      Exemplo de ficheiro csv transferido
    3. Abra o ficheiro “AzureUsage.xls” e remova os dados que não estejam relacionados com a sua utilização diária (por exemplo, extratos ou informações de Estado de Aprovisionamento).
    4. Limpe os dados do ficheiro “AzureUsage.xls” antes de executar uma procv para interpretar as alterações aos nomes dos medidores.
      1. Para garantir que as procvs devolvem resultados válidos, remova os pontos de exclamação à volta das células do ficheiro “AzureUsage.xls” com a função Localizar/Substituir do Excel. Depois, mova a coluna ID do Medidor (GUID de Recurso) para a esquerda, de modo a que se torne na Coluna A, para ajudar nas procvs e guarde o ficheiro. Os dados utilizados para a comparação devem ser semelhantes aos dados abaixo (tenha em conta que as variações nos nomes dos atributos dos medidores que aparecem como cabeçalhos das colunas da tabela abaixo dependem da sua subscrição do Azure específica).
    5. Abra um ficheiro do Excel novo e dê-lhe o nome “Resumo de Utilização – Nomes Novos.xls”. Guarde o ficheiro localmente.
    6. Copie e cole os dados do ficheiro “AzureUsage.xls” para o ficheiro “Resumo de Utilização – Nomes Novos.xls” pela ordem seguinte, mostrada no exemplo abaixo. Copiar e colar os dados a partir de “AzureUsage.xls”
    7. No ficheiro “Resumo de Utilização – Nomes Novos.xls”, crie uma procv nas colunas O - S para mostrar as colunas G - K do ficheiro “AzureMeterMapping-en.xls”. Inclua também os cabeçalhos. Veja a captura de ecrã de exemplo abaixo. Captura de ecrã do Resumo de Utilização
    8. Crie uma tabela dinâmica a partir do ficheiro “Resumo de Utilização – Nomes Novos.xls”.
      1. Para criar a tabela dinâmica anterior, siga os passos abaixo:
        1. Adicione uma folha nova ao ficheiro “Resumo de Utilização – Nomes Novos.xls” e dê-lhe o nome “Resumo Antes-Depois”.
        2. Realce todas as células do ficheiro “Resumo de Utilização – Nomes Novos.xls”.
        3. Clique no Separador Inserir e clique em Tabela Dinâmica. Crie a tabela dinâmica na folha Resumo Antes-Depois.
        4. Adicione os campos da tabela dinâmica seguintes a Linhas.
          1. ID do Medidor (GUID de Recurso)
          2. Categoria do Medidor (Nome do Serviço ou Nome)
          3. Subcategoria do Medidor (Tipo de Serviço ou Tipo)
          4. Nome do Medidor (Nome do Recurso, Recurso, Recurso do Serviço)
          5. Região do Medidor (Região)
          6. Unidade (Unidade de Medida)
          7. Convenção nova - Nome do Serviço, Nome ou Categoria do Medidor
          8. Convenção nova - Tipo de Serviço, Tipo ou Subcategoria do Medidor
          9. Convenção nova - Nome do Recurso, Recurso, Recurso de Serviço ou Nome do Medidor
          10. Convenção nova - Região do Medidor ou Região
          11. Convenção nova - Unidade ou Unidade de Medida
        5. Adicione o campo Quantidade Consumida a Valores como Soma da Quantidade Consumida.
        6. Aceda ao separador Estrutura e clique em Esquema de Relatório. No menu pendente, clique em Mostrar em Formato Tabular.
        7. Clique com o botão direito do rato em cada cabeçalho da coluna e desmarque “Subtotal <nome do cabeçalho>” (por exemplo, Subtotal “Categoria do Medidor (Nome do Serviço ou Nome)”).
    9. O resultado final deverá ser semelhante ao do exemplo abaixo: Captura de ecrã da saída final
  • A secção seguinte disponibiliza orientações para resumir os medidores que consumiu num relatório combinado que apresente os nomes novos e antigos. Estas instruções devem ser seguidas se tiver de continuar a utilizar os nomes antigos nos seus relatórios temporariamente, após a implementação dos nomes novos. Para saber mais sobre as melhorias dos nomes dos medidores, clique aqui. Nota: as imagens abaixo foram tiradas de uma subscrição de cliente Direto. Os valores em cada coluna podem ser diferentes de acordo com a sua subscrição.

    1. Transfira a lista dos medidores uniformizados aqui e guarde o ficheiro localmente (por exemplo, em c:\AzureMeterMapping-en.xls).
    2. Transfira um resumo de utilização detalhada ou crie um webhook baseado no resultado de uma das APIs do Azure disponíveis e guarde o ficheiro localmente (por exemplo, em c:\AzureUsage.xls). Veja um exemplo utilizando um ficheiro de utilização detalhada abaixo.
      • Se é um Parceiro CSP, transfira um ficheiro de reconciliação baseado na utilização a partir do Centro de Parceiros. Nota: De momento, não é possível encontrar a unidade de medida no ficheiro de reconciliação nem na Lista de Preços do CSP. A partir de julho de 2017, a unidade de medida será incluída no ficheiro de reconciliação e na Lista de Preços do CSP.
      • Se é um cliente Direto, transfira o ficheiro "Versão 2—Pré-visualização" através do Portal de Contas do Azure.
      • Se é um cliente EA, transfira o relatório de Detalhes de Utilização em Relatórios > Transferir Utilização no Portal Enterprise.
      Exemplo de ficheiro csv transferido
    3. Abra um ficheiro do Excel novo e dê-lhe o nome “Resumo de Utilização – Nomes Antigos.xls”. Guarde o ficheiro localmente.
    4. Limpe os dados do ficheiro “AzureUsage.xls” antes de executar uma procv para interpretar as alterações aos nomes dos medidores.
      1. Para garantir que as procvs devolvem resultados válidos, remova os pontos de exclamação à volta das células do ficheiro “AzureUsage.xls” com a função Localizar/Substituir do Excel. Depois, mova a coluna ID do Medidor (GUID de Recurso) para a esquerda, de modo a que se torne na Coluna A, para ajudar nas procvs e guarde o ficheiro. Os dados utilizados para a comparação devem ser semelhantes aos dados abaixo (tenha em conta que as variações nos nomes dos atributos dos medidores que aparecem como cabeçalhos das colunas da tabela abaixo dependem da sua subscrição do Azure específica).
    5. Copie e cole os dados do ficheiro “AzureUsage.xls” para o ficheiro “Resumo de Utilização – Nomes Antigos.xls” pela ordem seguinte, mostrada no exemplo abaixo. Copiar e colar os dados a partir de “AzureUsage.xls”
    6. No ficheiro “Resumo de Utilização – Nomes Antigos.xls”, crie uma procv nas colunas O - S para mostrar as colunas B - F do ficheiro “AzureMeterMapping-en.xls”. Inclua também os cabeçalhos. Veja a captura de ecrã de exemplo abaixo. Captura de ecrã do Resumo de Utilização
    7. Crie uma tabela dinâmica a partir do ficheiro “Resumo de Utilização – Nomes Antigos.xls”.
      1. Para criar a tabela dinâmica anterior, siga os passos abaixo:
        1. Adicione uma folha nova ao ficheiro “Resumo de Utilização – Nomes Novos.xls” e dê-lhe o nome “Resumo Antes-Depois”.
        2. Realce todas as células do ficheiro “Resumo de Utilização – Nomes Novos.xls”.
        3. Clique no Separador Inserir e clique em Tabela Dinâmica. Crie a tabela dinâmica na folha Resumo Antes-Depois.
        4. Adicione os campos da tabela dinâmica seguintes a Linhas.
          1. ID do Medidor (GUID de Recurso)
          2. Categoria do Medidor (Nome do Serviço ou Nome)
          3. Subcategoria do Medidor (Tipo de Serviço ou Tipo)
          4. Nome do Medidor (Nome do Recurso, Recurso, Recurso do Serviço)
          5. Região do Medidor (Região)
          6. Unidade (Unidade de Medida)
          7. Convenção antiga - Nome do Serviço, Nome ou Categoria do Medidor
          8. Convenção antiga - Tipo de Serviço, Tipo ou Subcategoria do Medidor
          9. Convenção antiga - Nome do Recurso, Recurso, Recurso de Serviço ou Nome do Medidor
          10. Convenção Antiga - Região do Medidor ou Região
          11. Convenção antiga - Unidade ou Unidade de Medida
        5. Adicione o campo Quantidade Consumida a Valores como Soma da Quantidade Consumida.
        6. Aceda ao separador Estrutura e clique em Esquema de Relatório. No menu pendente, clique em Mostrar em Formato Tabular.
        7. Clique com o botão direito do rato em cada cabeçalho da coluna e desmarque “Subtotal <nome do cabeçalho>” (por exemplo, Subtotal “Categoria do Medidor (Nome do Serviço ou Nome)”).
    8. O resultado final deverá ser semelhante ao do exemplo abaixo: Captura de ecrã da saída final
  • Os passos descritos abaixo podem ser utilizados para filtrar a folha de cálculo de mapeamento que disponibilizámos para mostrar só os medidores que consome com base apenas nos atributos de nome dos medidores. Estes passos devem ser utilizados antes de as alterações entrarem em vigor, se não tiver um ficheiro de utilização com o ID do Medidor (GUID de Recurso). Para saber mais sobre as melhorias dos nomes dos medidores, clique aqui. Nota: as imagens abaixo foram tiradas de uma subscrição de cliente Direto. Os valores em cada coluna podem ser diferentes de acordo com a sua subscrição.

    1. Transfira a lista dos medidores uniformizados aqui e guarde o ficheiro localmente (por exemplo, em c:\AzureMeterMapping-en.xls).
    2. Abra um ficheiro do Excel novo e dê-lhe um nome (por exemplo) “Nomes Antigos.xls”). Guarde o ficheiro localmente. Adicione os cabeçalhos seguintes, que terão de ser personalizados com base na sua subscrição do Azure. Veja o exemplo abaixo.
      Captura de ecrã de ficheiro do excel
    3. Adicione os dados dos nomes antigos do seu ficheiro ao ficheiro “Nomes Antigos.xls” tendo por base os cabeçalhos que criou. Veja a captura de ecrã de exemplo abaixo. Captura de ecrã de ficheiro do excel
    4. No ficheiro “Nomes Antigos.xls”, na Columa F, terá de concatenar os dados em cada linha. Introduza a fórmula seguinte na Célula F2: =CONCATENATE(A2," ",B2," ",C2," ",D2," ",E2). Veja a captura de ecrã de exemplo abaixo.
      Captura de ecrã de ficheiro do excel
      1. Copie e cole o conteúdo na Coluna F como texto apenas; desta forma, as fórmulas são removidas, mas os resultados permanecem nas células. Depois, mova a Coluna F para a Coluna A. O seu ficheiro deverá ser semelhante ao seguinte:
        Copiar e colar os dados a partir de “AzureUsage.xls”
    5. No ficheiro “AzureMeterMapping-en.xls”, adicione uma coluna entre a coluna F e G. Repita o Passo 3, ao concatenar as colunas B - F do ficheiro. Veja a captura de ecrã de exemplo abaixo.
      Captura de ecrã de ficheiro do excel
    6. No ficheiro “AzureMeterMapping-en.xls”, adicione outra coluna ao lado direito da coluna G.
    7. Crie uma procv padrão na coluna G do ficheiro “AzureMeterMapping-en.xls” na coluna A do ficheiro “Nomes Antigos.xls”.
      1. Para criar uma procv padrão, introduza a função procv na célula H2: =VLOOKUP(G2,'[Old Names.xls.xlsx]Sheet1'!$A:$A,1,FALSE)
      2. É possível que os nomes antigos tenham sido alterados ao longo do tempo, pelo que não apresentarão qualquer correspondência. Veja o seu resumo de utilização detalhada atual no Portal de Gestão do Azure para encontrar o nome atual do seu medidor, caso não seja encontrada uma correspondência.
    8. Filtre a Coluna H para remover os resultados que tenham “N/A”. Depois de filtrar, o ficheiro “AzureMeterMapping-en.xls” só vai apresentar os medidores que estão no ficheiro “Nomes Antigos.xls”. Para ver os nomes novos alinhados com os medidores no ficheiro “Nomes Antigos.xls”, desloque-se para a direita do livro para ver as colunas I- M. Veja os resultados na captura de ecrã de exemplo abaixo. Captura de ecrã da saída final
  • Os passos descritos abaixo podem ser utilizados para filtrar a folha de cálculo de mapeamento que disponibilizámos para mostrar só os medidores que consome com base apenas nos atributos de nome dos medidores. Estes passos devem ser utilizados quando as alterações entrarem em vigor, se não tiver um ficheiro de utilização com o ID do Medidor (GUID de Recurso). Para saber mais sobre as melhorias dos nomes dos medidores, clique aqui. Nota: as imagens abaixo foram tiradas de uma subscrição de cliente Direto. Os valores em cada coluna podem ser diferentes de acordo com a sua subscrição.

    1. Transfira a lista dos medidores uniformizados aqui e guarde o ficheiro localmente (por exemplo, em c:\AzureMeterMapping-en.xls).
    2. Abra um ficheiro do Excel novo e dê-lhe um nome (por exemplo) ‘Nomes Novos.xls’). Guarde o ficheiro localmente. Adicione os cabeçalhos seguintes, que terão de ser personalizados com base na sua subscrição do Azure. Veja o exemplo abaixo.
      Captura de ecrã de ficheiro do excel
    3. Adicione os dados dos nomes novos do seu ficheiro ao ficheiro “Nomes Novos.xls” tendo por base os cabeçalhos que criou. Veja a captura de ecrã de exemplo abaixo. Captura de ecrã de ficheiro do excel
    4. No ficheiro “Nomes novos.xls”, na Coluna F, terá de concatenar os dados em cada linha. Introduza a fórmula seguinte na Célula F2: =CONCATENATE(A2," ",B2," ",C2," ",D2," ",E2). Veja a captura de ecrã de exemplo abaixo.
      Captura de ecrã de ficheiro do excel
      1. Copie e cole o conteúdo na Coluna F como texto apenas; desta forma, as fórmulas são removidas, mas os resultados permanecem nas células. Depois, mova a coluna F para a A. Copiar e colar os dados a partir de “AzureUsage.xls”
    5. No ficheiro “AzureMeterMapping-en.xls”, na coluna L, repita o passo 4, ao concatenar as colunas G - K do ficheiro. Veja a captura de ecrã de exemplo abaixo.
      Captura de ecrã de ficheiro do excel
    6. Crie uma procv padrão na coluna G do ficheiro “AzureMeterMapping-en.xls” na coluna A do ficheiro “Nomes Antigos.xls”.
      1. Para criar uma procv padrão, introduza a função procv na célula H2: =VLOOKUP(G2,'[Old Names.xls.xlsx]Sheet1'!$A:$A,1,FALSE)
      2. É possível que os nomes antigos tenham sido alterados ao longo do tempo, pelo que não apresentarão qualquer correspondência. Veja o seu resumo de utilização detalhada atual no Portal de Gestão do Azure para encontrar o nome atual do seu medidor, caso não seja encontrada uma correspondência.
    7. Filtre a Coluna M para remover os resultados que tenham “N/A”. Depois de filtrar, o ficheiro “AzureMeterMapping-en.xls” só vai apresentar os medidores que estão no ficheiro “Nomes Novos.xls”. Para ver os nomes antigos alinhados com os medidores no ficheiro “Nomes Novos.xls”, desloque-se para a esquerda do livro para ver as colunas B - F. Veja os resultados na captura de ecrã de exemplo abaixo. Captura de ecrã da saída final
  • Se tiver mais dúvidas sobre as alterações aos nomes dos atributos dos medidores, contacte o Suporte do Azure.