O que é uma instância protegida?

Uma instância protegida refere-se ao computador ou ao servidor virtual ou físico que utiliza para configurar a cópia de segurança no Azure. Uma instância está protegida depois de configurar uma política de cópias de segurança para o computador, servidor ou base de dados e depois de criar uma cópia de segurança dos dados. As cópias subsequentes dos dados em cópia de segurança alteram a quantidade de armazenamento consumido, mas as cópias de segurança adicionais não aumentam o número de instâncias protegidas. Entre os exemplos comuns de instâncias protegidas encontram-se as máquinas virtuais, os servidores de aplicações e os computadores pessoais com o sistema operativo Windows. Por exemplo:

  • Uma máquina virtual que execute o Hyper-V ou os recursos de infraestrutura do hipervisor do Azure IaaS. Os sistemas operativos convidados destas máquinas virtuais podem ser o Windows Server ou o Linux.
  • Um servidor de aplicações com um computador físico ou uma máquina virtual que execute o Windows Server e cargas de trabalho com dados a guardar numa cópia de segurança. As cargas de trabalho comuns são o Microsoft SQL Server, o servidor do Microsoft Exchange, o servidor do Microsoft SharePoint, Microsoft Dynamics e a função de Servidor de Ficheiros no Windows Server. Para criar uma cópia de segurança ou proteger estas cargas de trabalho, irá necessitar do Azure Backup Server ou do System Center Data Protection Manager, DPM.
  • Um computador pessoal que execute o sistema operativo Windows.
  • O SQL Server, o que inclui todas as bases de dados no servidor. Se optar por criar uma cópia de segurança dos recursos de infraestrutura do hipervisor de uma máquina virtual e da respetiva carga de trabalho convidada, os recursos de infraestrutura do hipervisor e a carga de trabalho convidada são tratados como instâncias protegidas separadas e cobradas de forma independente.

Azure Backup

Perguntas e respostas relacionadas

  • O novo modelo de preços do Azure Backup tem duas componentes:

    • Instâncias Protegidas: esta é a unidade de faturação primária do Azure Backup. Os clientes pagam pelo número de instâncias que são protegidas pelo serviço de cópia de segurança do Azure
    • Armazenamento: os clientes podem escolher entre o Armazenamento Localmente Redundante (LRS) ou o Armazenamento Georredundante (GRS) para o respetivo cofre de cópias de segurança. O preço líquido do Armazenamento depende da quantidade de dados armazenados no serviço. Estes dois componentes aparecem como itens de linha separados na fatura mensal do Azure.
  • A página do Dashboard do cofre das cópias de segurança mostra o total de dados da máquina registados no cofre. Também mostra o tipo de armazenamento utilizado para o cofre das cópias de segurança.

  • Não serão cobradas aos clientes quaisquer operações de restauro ou de largura de banda de rede de saída associadas às operações de restauro.

  • Todos os dados armazenados com o Azure Backup são faturados de acordo com as tarifas de armazenamento de cópias de segurança listadas acima, relativamente ao período em que os dados são mantidos com o Azure Backup. No entanto, o aumento da retenção não causa um impacto no preço do software das instâncias protegidas que paga. Note que tem de ter o agente de Cópia de Segurança do Azure mais recente instalado na máquina para assegurar este comportamento.

  • Tal como acontece com o preço atual, não tem de pagar pelas transações de armazenamento com o Azure Backup. Estas estão incluídas no preço do software.

  • ExpressRoute charges are not covered by Azure Backup. The customer will continue to pay for Azure Backup independently and for ExpressRoute based on the port speed that has been selected.