O que é PaaS?

Plataforma como serviço

Plataforma como Serviço (PaaS) é um ambiente completo de desenvolvimento e implementação na nuvem, com recursos que lhe permitem disponibilizar tudo, desde simples aplicações baseadas na nuvem, a sofisticadas aplicações empresariais compatíveis com a nuvem. O utilizador compra os recursos de que precisa junto de um fornecedor de serviços em nuvem num modelo pay as you go e acede aos mesmos através de uma ligação segura à Internet.

Semelhante à IaaS, a PaaS inclui a infraestrutura — servidores, armazenamento e rede —, mas também o middleware, as ferramentas de programação, serviços de business intelligence (BI), sistemas de gestão de bases de dados, entre outros. A PaaS foi concebida para suportar o ciclo de vida completo das aplicações Web: criação, teste, implementação, gestão e atualização.

PaaS permite-lhe evitar os custos e a complexidade inerentes a comprar e gerir licenças de software, a infraestrutura de aplicações subjacente e middleware ou as ferramentas de programação e outros recursos. O utilizador gere as aplicações e os serviços que desenvolve e o fornecedor do serviço em nuvem gere, tipicamente, tudo o resto.

Plataforma como um Serviço — IaaS inclui servidores e armazenamento, firewalls e segurança de rede e datacenter (instalação/edifício físico). PaaS inclui elementos de IaaS mais sistemas operativos, ferramentas de desenvolvimento, gestão de bases de dados e análise de negócio. SaaS inclui elementos de PaaS mais aplicações alojadas.
Aplicações alojadas Ferramentas de programação, gestão de base de dados, análise de negócio Sistemas operativos Servidores e armazenamento Firewalls/segurança de redes Criação/planta física do centro de dados

Cenários de PaaS comuns

Geralmente, as organizações utilizam a PaaS para os seguintes cenários:

Arquitetura de desenvolvimento. A PaaS oferece uma arquitetura na qual os programadores podem desenvolver ou personalizar aplicações baseadas na nuvem. Da mesma forma que cria macros do Excel, a PaaS permite aos programadores utilizar componentes de software incorporados para criarem aplicações. As funcionalidades da nuvem, como o dimensionamento, a elevada disponibilidade e a capacidade de multi-inquilino, estão incluídas, reduzindo o volume de programação a que os programadores são obrigados.

Análises ou business intelligence. As ferramentas disponibilizadas como serviço com a PaaS permitem às organizações analisar e extrair os dados, descobrindo informações e padrões e prevendo resultados, para melhorar a previsão, as decisões de design de produtos, retornos sobre investimentos e outras decisões empresariais.

Serviços adicionais. Os fornecedores de PaaS podem oferecer outros serviços que otimizam as aplicações, como fluxos de trabalho, diretórios, segurança e agendamento.

Vantagens da PaaS

Ao proporcionar a infraestrutura como serviço, a PaaS oferece as mesmas vantagens que a IaaS. No entanto, as funcionalidades adicionais da plataforma como serviço — middleware, ferramentas de desenvolvimento e outras ferramentas empresariais — dão-lhe mais vantagens.

Reduzir o tempo gasto a programar. As ferramentas de programação da PaaS podem reduzir o tempo que demora a programar aplicações novas com componentes de aplicações pré-programados que são incorporados na plataforma, como serviços de fluxos de trabalho e de diretórios, funcionalidades de segurança, pesquisa e assim sucessivamente.

Acrescentar capacidades de desenvolvimento sem aumentar as equipas. Os componentes da Plataforma como Serviço podem oferecer à sua equipa de desenvolvimento novas capacidades, sem que tenha de aumentar a equipa com membros que tenham as competências adequadas.

Desenvolver para várias plataformas — incluindo plataformas móveis — mais facilmente. Alguns fornecedores de serviços dão-lhe opções de desenvolvimento para várias plataformas, como computadores, dispositivos móveis e browsers, o que faz com que seja mais rápido e fácil desenvolver aplicações transversais a múltiplas plataformas.

Utilizar ferramentas sofisticadas sem custos elevados. Com um modelo de pay-as-you-go, as pessoas e as organizações podem utilizar software de desenvolvimento sofisticado e ferramentas de business intelligence e de análises que poderiam não conseguir pagar de imediato à cabeça.

Suportar equipas de desenvolvimento distribuídas geograficamente. Uma vez que o acesso ao ambiente de desenvolvimento é feito através da Internet, as equipas de desenvolvimento podem trabalhar em conjunto nos projetos, mesmo se os vários membros estiverem em localizações remotas.

Gerir eficientemente o ciclo de vida das aplicações. A PaaS proporciona-lhe todas as capacidades de que precisa para suportar o ciclo de vida completo das aplicações Web: criação, teste, implementação, gestão e atualização no mesmo ambiente integrado.