Connected Factory

Melhore a eficácia industrial com uma fábrica ligada

A demonstração seguinte é um exemplo de que uma empresa pode utilizar o poder das soluções Microsoft Azure IoT para tirar partido do Industrie 4.0 e de dispositivos com capacidades cloud através da arquitetura OPC-UA.

Ao ligarem fábricas de forma simples e sem interrupções, os fabricantes podem ingerir, analisar e visualizar informações operacionais poderosas, incluindo dados de eficiência e desempenho. Em vez de reagirem aos eventos, podem geri-los proativamente e, em última análise, até automatizá-los totalmente.

Com o acelerador de solução Azure IoT, a fábrica ligada, a infraestrutura e a arquitetura são pré-configuradas para que as empresas beneficiem rapidamente de uma plataforma global segura.

Vista Global

Vista de Fábrica

Vista de Linha de Produção

Vista de Máquina

Resolução de Problemas

Passo 1 de 4

Perspetiva Geral

O dashboard de resumo global oferece aos operadores uma imagem geral das suas operações de produção.

Passo 2 de 4

Relatórios Críticos

Os operadores podem ver rapidamente o estado das instalações, incluindo desempenho, eficiência e capacidade.

Passo 3 de 4

Registo de Alertas

Alertas críticos, indisponibilidades ou anomalias operacionais e de eficiência são escalados para uma rápida resolução.

Passo 4 de 4

Escalamento de Alertas

Há um alerta crítico numa das instalações na Alemanha. Vejamos o que se passa…

Passo 1 de 3

KPIS de Nível de Fábrica

Ao nível de cada fábrica, os KPIs e os alertas são resumidos para cada localização específica.

Passo 2 de 3

Detalhes da Produção

Cada linha de produção pode ser representada, monitorizada e analisada de forma individual. A eficiência e a capacidade de produção também são resumidas em tempo quase real para identificação de um problema.

Passo 3 de 3

Alertas Críticos

Podemos ver que o alerta crítico desta instalação corresponde à Linha de Produção 6 responsável pelo fabrico de peças automóveis. Vejamos mais detalhes…

Passo 1 de 3

Vista de Linha de Produção

A linha de produção específica é resumida neste nível, fornecendo dados de produção, tempos de funcionamento das máquinas e métricas de dados de dispositivos reais.

Passo 2 de 3

Análise Específica da Máquina

A peça específica pode agora ser identificada como tendo um defeito ou uma anomalia. Podemos ver que o problema reside no braço robótico desta linha.

Passo 3 de 3

Alertas Direcionados

Existem diversos avisos e escalamentos para este local, mas apenas um é crítico. O alerta deste dispositivo está relacionado com a temperatura. Vamos clicar nos detalhes e ver qual é o problema deste braço.

Passo 1 de 4

Vista de Máquina

Ao nível da máquina, é possível ver dados de dispositivos não processados, o desempenho e até uma análise preditiva.

Passo 2 de 4

Análise Aprofundada

Aqui, pode ver os valores e as métricas de dispositivo reais em tempo quase real. Os KPIs específicos dos dispositivos, os tempos de funcionamento e os requisitos agendados restantes também são apresentados.

Passo 3 de 4

Tomada de Decisões Contextualizada

Podemos ver que o dispositivo deve permanecer disponível durante bastante tempo, mas o dashboard prevê uma falha não agendada muito mais cedo.

Passo 4 de 4

Tomar Medidas

Aqui, o operador pode selecionar o alerta crítico para tomar as medidas necessárias.

Passo 1 de 2

Resolução do Problema

O painel de alertas fornece dados em tempo quase real, bem como informações históricas. A visualização de dados mostra claramente o limiar excedido e a necessidade de tomar medidas antes que ocorra uma falha na peça que poderá suspender a produção.

Passo 2 de 2

Integração Empresarial

Um técnico pode ser chamado ao local através da integração do Dynamics365 e Field Service. A manutenção pode ser agendada para uma hora conveniente entre turnos para minimizar o impacto nos horários de produção.